Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Petróleo tem o maior dos últimos 21 anos

30 Jul 2004 - 17h38
O temor de uma oferta menor que a demanda, principalmente por causa da crise na companhia russa Yukos, fez o preço do barril do petróleo voltar a bater o recorde histórico de alta nos mercados de Nova York e Londres. Em Nova York, os contratos futuros para setembro subiram US$ 1,05 e terminaram a semana valendo US$ 43,80, o maior preço desde 1983, quando o mercado futuro foi criado. Só neste mês de julho, o preço subiu US$ 6,75. Em Londres, o petróleo tipo brent para entrega em setembro subiu US$ 0,78, para US$ 40.03, a mais alta em 14 anos.

Além dos problemas na Rússia, a segunda maior produtora de petróleo do mundo, os analistas argumentam que a crise no Iraque e o aumento da inflação em países consumidores de muita energia contribuem para o movimento de alta dos preços. "A tendência é realmente de alta. Posso dizer que o mercado não descarta o barril a US$ 45,00, podendo inclusive subir mais", disse Marshall Steeves, analista de Refco.


Deixe seu Comentário

Leia Também

ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento