Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 23 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Petrobras e empresa japonesa planejam construir 40 usinas em MS

28 Abr 2007 - 09h13

A Petrobrás, em parceria com a trading japonesa Mitsui e o setor privado, pretende construir 40 destilarias de álcool em Mato Grosso do Sul e nos Estados de Goiás, Tocantins, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso de olho na confirmação do governo japonês do início da importação de etanol brasileiro, a ser utilizado como combustível naquele país, o que pode ocorrer ainda este ano.

A parceria prevê que a Mitsui financie a construção das destilarias, os usineiros entrem com a terra e com a cana-de-açúcar e a Petrobras com a logística para o escoamento, ou seja, alcooldutos que devem ser construídos, com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), ligando Senador Canedo (GO) a Paulínia (SP) e outro que partiria de Mato Grosso, passaria por Mato Grosso do Sul e chegaria até o Porto de Paranaguá, no Paraná.

O prestígio da estatal brasileira serviria, assim, para avalizar o negócio e ainda para garantir a produção, a logística de exportação e, principalmente, o lucro com a comercialização com combustível. Os contratos de fornecimento de álcool para o Japão seriam por 20 anos e os orientais também se beneficiariam de projetos de MDL (Mecanismos de Desenvolvimento Limpo) para conseguirem créditos de carbono gerados pelas unidades produtoras.

A FGV Projetos, consultoria da FGV (Fundação Getúlio Vargas), vai atuar como mediadora societária para determinar a participação dos usineiros e da Mitsui nas novas unidades. Após o fechamento dos primeiros contratos, os japoneses deverão receber o combustível brasileiro em até dois anos, prazo necessário para a construção das unidades produtoras e dos alcooldutos.

Além da adição do etanol à gasolina nos veículos, os orientais utilizariam o etanol brasileiro para a substituição do gás natural usado em usinas termoelétricas. Atualmente, a Petrobras já exporta álcool para a Venezuela e Nigéria e, além do Japão, a estatal prevê iniciar o comércio do combustível com os Estados Unidos, Europa, África do Sul e China.

 

 

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção