Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 15 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Petrobras e empresa japonesa planejam construir 40 usinas em MS

28 Abr 2007 - 09h13

A Petrobrás, em parceria com a trading japonesa Mitsui e o setor privado, pretende construir 40 destilarias de álcool em Mato Grosso do Sul e nos Estados de Goiás, Tocantins, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso de olho na confirmação do governo japonês do início da importação de etanol brasileiro, a ser utilizado como combustível naquele país, o que pode ocorrer ainda este ano.

A parceria prevê que a Mitsui financie a construção das destilarias, os usineiros entrem com a terra e com a cana-de-açúcar e a Petrobras com a logística para o escoamento, ou seja, alcooldutos que devem ser construídos, com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), ligando Senador Canedo (GO) a Paulínia (SP) e outro que partiria de Mato Grosso, passaria por Mato Grosso do Sul e chegaria até o Porto de Paranaguá, no Paraná.

O prestígio da estatal brasileira serviria, assim, para avalizar o negócio e ainda para garantir a produção, a logística de exportação e, principalmente, o lucro com a comercialização com combustível. Os contratos de fornecimento de álcool para o Japão seriam por 20 anos e os orientais também se beneficiariam de projetos de MDL (Mecanismos de Desenvolvimento Limpo) para conseguirem créditos de carbono gerados pelas unidades produtoras.

A FGV Projetos, consultoria da FGV (Fundação Getúlio Vargas), vai atuar como mediadora societária para determinar a participação dos usineiros e da Mitsui nas novas unidades. Após o fechamento dos primeiros contratos, os japoneses deverão receber o combustível brasileiro em até dois anos, prazo necessário para a construção das unidades produtoras e dos alcooldutos.

Além da adição do etanol à gasolina nos veículos, os orientais utilizariam o etanol brasileiro para a substituição do gás natural usado em usinas termoelétricas. Atualmente, a Petrobras já exporta álcool para a Venezuela e Nigéria e, além do Japão, a estatal prevê iniciar o comércio do combustível com os Estados Unidos, Europa, África do Sul e China.

 

 

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo
REVISTA VEJA
Pesquisa: Bolsonaro tem 54% dos votos válidos; Haddad, 46%
A FAZENDA
Fazendeiro Evandro Santo gera nova punição
COPA DO BRASIL
Corinthians promete maior prêmio de sua história por título
VIOLENCIA
Jovem não reage a assalto mesmo assim é baleado dentro de ônibus