Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Pesticidas aumentam risco de Parkinson

31 Mai 2007 - 05h03
A exposição aos pesticidas é um fator que agrava o risco de uma pessoa contrair o mal de Parkinson, concluiu um estudo divulgado nesta quarta-feira pela Universidade de Aberdeen (Reino Unido).
Um alto nível de exposição aumenta em até 39% esta possibilidade contra 9% para as pessoas que só entram em contato com esses produtos de vez em quando, segundo o estudo realizado com 959 pacientes afetados pela doença.
 
O mal de Parkinson é uma doença neurológica ligada à degeneração progressiva das células do cérebro que produzem dopamina, um mensageiro químico entre os neurônios que intervém no controle dos movimentos.
 
A doença se apresenta por meio de três sintomas: um tremor incessante, que se manifesta em dois terços dos doentes, rigidez dos músculos e lentidão dos movimentos.
 
Os pesquisadores solicitaram aos pacientes que respondessem a perguntas sobre sua vida cotidiana e sobre seu nível de exposição a alguns produtos químicos, como pesticidas ou metais como o ferro, o cobre ou o manganês. Também foi perguntado a eles sobre o histórico médico-familiar ou sobre o hábito de fumar. Esse questionário foi respondido depois por pessoas saudáveis.
 
O estudo concluiu que, embora o maior risco de se contrair o mal de Parkinson esteja relacionado a fatores hereditários, a exposição aos pesticidas representa claramente um agravante.
 
"Isso não prova que os pesticidas causam a doença, mas aumenta" as suspeitas de que existe um vínculo, comentou Finlay Dick, responsável pela pesquisa.
 
Curiosamente, o hábito de fumar surgiu como uma forma de proteção contra esse mal.

 

 

G1


Deixe seu Comentário

Leia Também

ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento