Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 18 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Pesquisador da Universidade do Caribe faz conferência em MS

11 Ago 2004 - 07h34
O chefe de pesquisa na Escola para Estudos de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade do Caribe, em Kingston, capital da Jamaica, Charles Moore Wedderburn, fará amanhã, a partir das 20h30, a conferência “A Importância e a Atualidade do Ensino da História Africana para a Compreensão da Realidade Brasileira”. De cidadania cubana e jamaicana, com formação interdisciplinar em etnologia, sociologia, história, na Universidade de Paris 7, na qual obteve dois Ph.Ds – um deles Doutorado de Estado -, Moore Wedderburn é especialista em assuntos internacionais e estudioso do impacto que questões de raça, etnia e gênero exerce na sociedade.

A conferência de Moore faz parte da programação do I Fórum Estadual Educação e Diversidade Étnico-Racial – Implementando a Lei 10.639 [do ex-deputado federal Ben-Hur Ferreira] em Mato Grosso do Sul, que começa às 19h30 desta quarta-feira, no Anfiteatro da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), bloco C, em Campo Grande, e termina sexta-feira.

Moore falar, fluentemente, inglês, espanhol, português e francês. O pesquisador cubano-jamaicano foi consultor pessoal em assuntos latino-americanos do secretário-geral da Organização da Comunidade do Caribe (Caricom), Edwin Carrigton, de 1966 a 2000. Moore ocupou a mesma função na União Africana (UA), de 1982 a 1983, cujo o secretário-geral foi Edem Kodjo.

Com experiência de conferencista em universidades norte-americanas, Moore Wedderburn já morou em vários países. Viveu 15 anos na Europa (França), oito anos na África – Egito, Nigéria e Senegal – 18 anos no Caribe (Trinidad-Tobago, Guadalupe e Martinica) e fez viagens à Ásia - Filipinas e Indonésia – e à Oceania - Austrália, Papua Nova Guiné e Ilhas Fiji.

Entre 1970 e 1982, Moore seguiu carreira jornalística, como analista de assuntos latino-americanos da Agence France-Press, e analista em assuntos da África Ocidental para a Jeune Afrique. É autor de 55 artigos publicados sobre assuntos internacionais. Moore escreveu os seguintes livros: African presence in the Americas, Castro, the blacks and África This Bitch of a life, Cette putain de vie e Were Marx and Engels Racists?.
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINENSE DE CORAÇÃO
Após 30 anos dividindo palco, Erika Figueiredo aposta no solo e lança clipe, ASSISTA
SIAMESAS
Mulher dá à luz gêmeas siamesas de 3,700KG as duas
ACIDENTE DE TRABALHO
Homem morre ao ser puxado por colheitadeira quando fazia limpeza
TENTATIVA DE HOMICIDIO
Cansada de apanhar mulher desfere golpes de faca em companheiro
POLICIAIS CORRUPTOS
PMs são denunciados por ligação com tráfico; bandidos fizeram foto em caveirão
NOVELA GLOBAL
Camilo descobre segredo de Chiclete e Vivi em 'A dona do pedaço'
LIBERADO
PIS/Pasep para nascidos em agosto já está liberado
ALUCIENÓGENO
Video: Vovó fica doidona ao provar acidentalmente maconha do neto
TARADO AGIU NA IGREJA
Homem é preso após abusar de criança de 4 anos dentro de igreja
CRUELDADE
Adolescente que estava desaparecido foi brutalmente assassinado e queimado