Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 19 de março de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Pesquisador da Universidade do Caribe faz conferência em MS

11 Ago 2004 - 07h34
O chefe de pesquisa na Escola para Estudos de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade do Caribe, em Kingston, capital da Jamaica, Charles Moore Wedderburn, fará amanhã, a partir das 20h30, a conferência “A Importância e a Atualidade do Ensino da História Africana para a Compreensão da Realidade Brasileira”. De cidadania cubana e jamaicana, com formação interdisciplinar em etnologia, sociologia, história, na Universidade de Paris 7, na qual obteve dois Ph.Ds – um deles Doutorado de Estado -, Moore Wedderburn é especialista em assuntos internacionais e estudioso do impacto que questões de raça, etnia e gênero exerce na sociedade.

A conferência de Moore faz parte da programação do I Fórum Estadual Educação e Diversidade Étnico-Racial – Implementando a Lei 10.639 [do ex-deputado federal Ben-Hur Ferreira] em Mato Grosso do Sul, que começa às 19h30 desta quarta-feira, no Anfiteatro da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), bloco C, em Campo Grande, e termina sexta-feira.

Moore falar, fluentemente, inglês, espanhol, português e francês. O pesquisador cubano-jamaicano foi consultor pessoal em assuntos latino-americanos do secretário-geral da Organização da Comunidade do Caribe (Caricom), Edwin Carrigton, de 1966 a 2000. Moore ocupou a mesma função na União Africana (UA), de 1982 a 1983, cujo o secretário-geral foi Edem Kodjo.

Com experiência de conferencista em universidades norte-americanas, Moore Wedderburn já morou em vários países. Viveu 15 anos na Europa (França), oito anos na África – Egito, Nigéria e Senegal – 18 anos no Caribe (Trinidad-Tobago, Guadalupe e Martinica) e fez viagens à Ásia - Filipinas e Indonésia – e à Oceania - Austrália, Papua Nova Guiné e Ilhas Fiji.

Entre 1970 e 1982, Moore seguiu carreira jornalística, como analista de assuntos latino-americanos da Agence France-Press, e analista em assuntos da África Ocidental para a Jeune Afrique. É autor de 55 artigos publicados sobre assuntos internacionais. Moore escreveu os seguintes livros: African presence in the Americas, Castro, the blacks and África This Bitch of a life, Cette putain de vie e Were Marx and Engels Racists?.
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo
FAKE NEWS
Padre Fábio de Melo desmente texto atribuído a ele sobre o ataque em Suzano