Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 25 de maio de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Pesquisa sobre empreendedorismo no mundo também avalia Brasil

3 Jul 2007 - 16h38
A atividade empreendedora brasileira foi avaliada no ano passado, juntamente com 41 países. Tratou-se do Global Entrepreneurship Monitor – GEM, um estudo aprofundado sobre o referencial para a criação, dinamização e sobrevivência dos negócios, o que chamamos de empreendedorismo.
 
Dos países avaliados, 21 são da Europa, 10 das Américas, nove da Ásia, um da África e outro da Oceania. O número de pessoas entrevistadas foi de 4,6 bilhões, o que representa dois terços da população mundial.
 
Do total de entrevistados pela pesquisa, 9,5% estão à frente de negócios com até 42 meses, e representam uma Taxa de Empreendedores em Estágio Inicial – TEA, na qual o Brasil ocupa a 10º posição. Já a taxa de empreendedores estabelecidos (com mais de três anos e meio) no país é de 12,1%, com posição no ranking mundial de 5º lugar.
 
A TEA tende a ser maior nos paises de renda média, onde empreender é uma saída para a auto-sustenbilidade, como ocorre no Brasil. Já nos paises de renda alta o TEA é menor.
 
Considerando o estágio de vida dos negócios no Brasil, a pesquisa revela que as taxas de empreendimentos estabelecidos estão constantes desde 2002, já os empreendimentos nascentes sofrem queda, quando comparado 2005 e 2006.
 
As taxas de “empreendedores por oportunidade” e de “empreendedores por necessidade” não apresentam grandes variações: na primeira, o Brasil pulou da 15ª posição para a 20ª, de 2005 para 2006, já na segunda taxa o Brasil passou do 4º lugar para o 6º.
 
O Brasil, embora se apresente como um dos 10 paises mais empreendedores na pesquisa, se caracteriza em geral por negócios poucos inovadores que atuam em segmentos competitivos e tradicionais, com foco na prestação de serviços orientado ao consumidor e que demandam baixo investimento.
 
“A pesquisa GEM retrata a postura empreendedora do povo brasileiro, esta atitude mostra que somos um povo propenso a criação de novos negócios ou o fortalecimento daqueles já existentes, estes geram oportunidades, empregos e riquezas. Esta analise é fundamental para as instituições de cunho fomentador, como o Sebrae, na qual sua missão é apoiar estes empreendedores para que seus negócios tenham sucesso”, afirma a responsável pela pesquisa no Sebrae/MS, Ana Carla Madrid.
 
No endereço eletrônico www.ms.sebrae.com.br, no link Empreendedorismo, o público pode acessar todas as pesquisas GEM já realizadas pela London Business School e o Babson College, dos EUA.
 
 
 
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - VISITA ILUSTRE
Em Bonito (MS), Miss Brasil Júlia Horta destaca 'A energia daqui é inexplicável'
COISA DE DOIDO
Sucuri ataca bombeiro durante resgate em SP; assista!
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Governo dobra vagas de concurso da PF e convocações saem no fim do ano
FEMINICIDIO
Mulher é morta com 75 facadas pelo ex-marido após 25 anos de casamento
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
'Peguei meu filho e achei que estivesse morto', diz mãe de criança dopada em creche
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Confira o que tá na promoção que vai até este sábado no O Boticário em Fátima do Sul
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Visite Bonito (MS) na baixa temporada, saiba o porquê!
FÁTIMA DO SUL - TRATAMENTO COACH
De Nova Andradina, Vanessa recupera autoestima com tratamento 'Coach' Célia Tenório de Fátima do Sul
CASA BOCA SUJA
morador instala placas com palavrões nos muros de casa
MACABRO
Mulher é encontrada morta ao lado de uma oferenda