Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 19 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Pesquisa mostra valorização da mulher no mercado de trabalho

7 Jul 2004 - 16h55

Uma pesquisa realizada por duas universidades de Brasília mostra a valorização cada vez maior das mulheres no mercado de trabalho.  Entre os fatores que contribuíram para reduzir a discriminação está a exigência de concurso para a entrada no serviço público, prevista pela Constituição de 1988, e o aumento da competitividade entre as empresas, conseqüência da abertura do mercado após implantação do Plano Real 1994.

 

Com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estudo revela que os homens eram maioria na folha de pagamento do governo, entre 1981 e 1988. Na faixa etária de 33 a 43 anos eles representavam 60,5% do total de funcionários. 

Entre 1988 e 1999, esse índice caiu para 50%, devido à aprovação maior de mulheres em concursos públicos.

 

“O critério subjetivo de contratação foi removido e o computador passou a contratar.  Como as mulheres estudam mais no Brasil, elas passaram a ter sucesso nos concursos públicos.  E, agora, não apenas em cargo de secretária”, revela o economista Jorge Saba Arbache, pesquisador da Universidade de Brasília.

 

Uma prova disso está em um levantamento do próprio IBGE, com dados comparativos de 1992 e 2002.  E, 1992, o salário médio das mulheres correspondia a 60% da remuneração dos homens. Já em 2002, correspondia a 70%.

 

 

 

Brasil Agora

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário