Menu
SADER_FULL
terça, 15 de outubro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Pequenos supermercados se destacam no MS

23 Set 2010 - 13h19Por Fátima News com assessoria

A revista Supermercado Moderno divulga em seu relatório anual deste ano, que nos últimos dois anos, as lojas menores e de “atacarejo” (atacado e varejo) cresceram significativamente. De acordo com o relatório, as lojas de menor porte cresceram 134%, de 2007 a 2009. Enquanto as lojas de hipermercados aumentaram apenas 8% no mesmo período. E o setor varejista representou 39,6% (R$576,8 Bilhões) da receita líquida do segmento empresarial do comércio, em 2008, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

 

Mato Grosso do Sul segue o padrão nacional, pois possui três Hipermercados e duas grandes Redes de supermercados. Uma delas, tem 11 lojas em Campo Grande , e a maior varejista do setor no Estado, é a Rede Econômica de Supermercados, que com apenas dez anos de existência, e 54 lojas, em 19 cidades.

 

O presidente da Rede Econômica de Supermercados, Edson Veratti, explica a mudança no varejo através o crescimento no poder de compra do consumidor: “A maior condição de compra da população se reflete em nossas vendas. E para competir temos que trabalhar nosso diferencial que é relacionamento e localização. Temos que nos fortalecer onde o concorrente não pode e a proximidade é nosso grande trunfo”.

 

A proximidade é de fato um dos motivos para essa mudança. As Feiras mensais passam a ser substituídas por idas periódicas aos supermercados. O estudante, Gustavo Fonseca, explica esse comportamento: “vou ao supermercado algumas vezes por mês, para comprar o que falta ou quando acaba algo que preciso. Aproveito também quando tem promoção de produtos, pois assim garanto um bom preço”. Além desse comportamento, a revista conclui que pessoas idosas optam por supermercados menores por razões físicas.

 

O gerente do Supermercado Joaquim Murtinho, da Rede Econômica, Roberto Luiz Duarte, acredita que as redes de médio porte ainda tem capacidade de crescer mais se investirem em seu diferencial. “Estimamos que nossa loja cresça de 15 a 20% esse ano, em relação ao anterior. Para isso, vamos trabalhar mais forte na qualidade de atendimento e na relação com o cliente, para que ele tenha fidelidade conosco”, comenta. Para conferir esta realidade, procure a Rede Econômica mais próxima de sua residência.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

#Nem1SemProfessor
Campanha cria hashtags para publicação de histórias sobre mestres no Dia do Professor
JULGAMENTO DE LULA
STF marca para quinta-feira julgamento que pode definir liberdade de Lula
CASO DE POLICIA
Policial de Naviraí evita assalto e troca tiros com ladrões
FAMOSIDADES
Fernanda Souza confirma separação de Tlhiaguinho: Não somos mais um casal
COVARDIA
Menino de 4 anos é morto a facadas pelo padrasto; mãe foi ferida, mas sobreviveu
TRISTEZA
Motociclista morre após ser atropelado enquanto voltava do enterro da mãe
COMOÇÃO
Filho tenta salvar o pai e morrem afogados em lagoa
TRAGEDIA NA RODOVIA
Camioneta com 30 pessoas voltando de Culto Evangélico cai em ribanceira e mata 5 pessoas
DOENÇA DO SÉCULO
Bombeiros convencem homem que estava em cima de árvore a desistir de suicídio
DICAS DE INFORMÁTICA
Usando o Windows no Trabalho? Como se Certificar de que o seu PC está Seguro