Menu
SADER_FULL
quinta, 14 de novembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Pedreiro é assassinado a tiros em Dourados

29 Mar 2007 - 08h11
Foi morto na tarde desta quarta-feira, com dois tiros na cabeça, o pedreiro Orlando Rossi Júnior, 34. O crime ocorreu por volta das 15h40 no quintal da casa dele, localizada na rua Projetada “A”, n.º 48, na Vila Anete, bairro que fica anexo ao Jardim Canaã I, onde quatro pessoas de uma mesma família foram mortas na madrugada de domingo. De acordo com moradores da vila, Orlando foi executado por um menor de 16 anos, que logo após efetuar os tiros com um revólver calibre 38, fugiu da área.

Desde o dia 19 deste mês, são nove assassinatos na cidade. O envolvimento de menores nos crimes é um agravante. Em pelo menos quatro casos há envolvimento de menores, como vítimas ou autores.

A companheira de Orlando, Eliane Benites, 27 anos, contou que convivia com o pedreiro havia oito meses. Ela disse que estava tomando tereré com o companheiro nos fundos da casa quando o menor, que reside ao lado, chegou por trás deles e disse “Juninho isso é para você deixar de ser cagüeta”. Alcagüete é o termo dado a pessoas que denunciam criminosos.
 
 
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAGIA NEGRA
Bonecas penduradas em árvores e em cruz assustam moradores
BRASILEIRÃO
Flamengo só poderá ser campeão brasileiro após final da Libertadores; entenda
RETIRO DOS ARTISTAS
Ator de 'Roque Santeiro' pede abrigo no Retiro dos Artistas aos 81 anos: 'Quero ser feliz'
A DONA DO PEDAÇO
Kim desiste de casar com Paixão e Márcio e vira agente de Lady Gaga, Beyoncé e Justin Timberlake
INDENIZAÇÃO
Padre Marcelo deve receber indenização de autora que o acusou de plágio
PARTIDO APB
Bolsonaro anuncia a deputados que vai deixar PSL e criar o partido 'Aliança Pelo Brasil'
FAMOSIDADES
Solange Gomes posa com seio à mostra: 'O tempo pode até passar, mas a exibição não'
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Fabiana faz terror com freiras em convento
SEM TETO
Mulher montou casa em ponto de ônibus há um mês. Prefeitura sabe, mas nada fez
ABSURDO - BRASIL
Menina de cinco anos morreu por bala perdida durante execução de traficante, segundo a Polícia Civil