Menu
SADER_FULL
domingo, 21 de julho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Pecuária de MS atende à demanda de sustentabilidade

2 Out 2010 - 09h22Por Assessoria

Ao mesmo tempo em que as perspectivas apontam para o crescimento significativo da demanda mundial de carne, os mercados se caracterizam por um consumo cada vez mais exigente, que preza pela sustentabilidade do produto. O panorama atual da carne em âmbito internacional, exposto no XVIII Congresso Mundial da Carne, realizado essa semana em Buenos Aires Argentina, destaca a pecuária brasileira, em especial a sul-mato-grossense, diante de um consumidor cada vez mais exigente.

Com o enfoque “Carne para um mundo sustentável”, o evento debateu temas como a eficiência produtiva da cadeia da carne, o mercado global e o balanço da geração de CO². “O Brasil é um dos atores principais em todas essas análises, tanto na produção sustentável como no consumo”, avalia o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Eduardo Riedel.

O dirigente coordenou a comissão que participou do evento e trouxe para Mato Grosso do Sul o Congresso Mundial da Carne, em junho do ano que vem. Em relação ao cenário mundial formado pela demanda, Riedel destacou a capacidade de adaptação da pecuária sul-mato-grossense. “Com um rebanho de 22 milhões de cabeças, o Estado tem investido sistematicamente na melhoria da qualidade da carne produzida aqui, como a adoção das práticas de sustentabilidade como as que se referem ao bem estar animal. Precisamos apenas de fomento para a recuperação de pastagens”, aponta o dirigente.

A realização do Congresso Intermediário em Campo Grande será uma oportunidade de evidenciar ao mercado externo a eficácia do sistema produtivo da pecuária nacional. “O Brasil é um grande produtor com condições de dar a resposta que o mercado busca, porque o custo mais baixo de produção dá competitividade à carne produzida no País”, enfatiza o presidente do Fórum Nacional Permanente da Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Antenor Nogueira.

Para Nogueira, o congresso da Argentina demonstrou claramente que o mercado mundial de carne está passando por mudanças, prova disso é a Índia pontuar como o terceiro país no ranking mundial de exportação de carne. Diante disso, ressalta, o Brasil só precisa resolver a questão sanitária, tornando-se um país livre – e não somente regiões livres – da febre Aftosa, para transitar com mais desenvoltura pelos novos mercados que se abrem. “O Brasil reúne condições de participar ativamente dos novos mercados como na Ásia e países do Nafta, bem como de voltar a exportar para a União Européia”, acentua.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso