Menu
SADER_FULL
domingo, 21 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

PEC pode recriar 65 cargos de vereador em Mato Grosso do Sul

17 Ago 2007 - 09h58
A PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 333/04, conhecida como PEC dos vereadores, pode aumentar em 65 o número de vagas nas câmaras municipais do Estado, segundo estimativa do presidente da UCV (União das Câmaras de Vereadores) de Mato Grosso do Sul, Ilson Martins Leite (PDT). Hoje o Estado tem 712 vereadores nos 78 municípios. O número pode passar para 786 e chegar próximo aos 787 que existiam até 2004.

A proposta de emenda deve ser votada na próxima semana na Câmara dos Deputados. O texto redimensiona o número de vereadores em relação à população dos municípios e tem o objetivo de retomar praticamente a totalidade das vagas derrubadas pela resolução 2172/04 do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de 2004 que eliminou 8.481 cadeiras das 60.229 existentes em todo o País.

De acordo com a PEC, as cidades mais beneficiadas seriam as de médio porte. No Estado, a mudança deve devolver a Dourados – segunda maior cidade sul-mato-grossense – cinco vereadores, passando a 17 o número total de parlamentares. Outra mudança, prevista pelo presidente da UCV, é o aumento de 21 para 27 parlamentares na Câmara de Vereadores da Capital.

Os números não são fechados e dependem ainda de um censo que está sendo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Duodécimo

Outra proposta da PEC é a diminuição do duodécimo das Câmaras, que deve ser reduzido em cerca de 0,5% em média, provocando também queda nos salários dos vereadores e enxugamento nos orçamentos das Câmaras. Atualmente, os subsídios pagos aos vereadores variam de R$ 900 (em Figueirão) até R$ 10 mil (na Capital).

O presidente da UCV/MS avalia que a diminuição de recursos não vai prejudicar as Câmaras, apesar do possível aumento de cadeiras.

“Eu entendo que haverá um enxugamento nos gastos Legislativos. Em compensação, a representatividade política vai estar restabelecida. A resolução do TSE trouxe um prejuízo, tanto no arcabouço jurídico, quanto na representatividade. Um exemplo é Dourados, que tem mais de 100 mil eleitores, e teve a representatividade reduzida a 12 vereadores. Douradiana que é bem menor e está do lado tem 9 vereadores”, explica.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOENÇA DO SÉCULO
Yasmim Gabrielle, do ‘Programa Raul Gil’, se suicida após depressão
FATALIDADE
Bebê morre após ser esquecida pelo pai por três horas dentro do carro
IRRESPONSABILIDADE
Bebê de 1 aninho entra em coma alcoólico após pai dar cachaça com refrigerante
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião