Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

PC de MS vai unificar dados com polícia de todo o país

23 Mar 2007 - 17h19

A Operação da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul que recapturou 39 foragidos dos 742 mandatos de prisão por homicídios terão o dados cruzados com outras unidades de todo o país, para então unificar os crimes, afirmou o delegado Fernando Paciello.

“Nosso objetivo era de reduzir em pelo menos 30% dos mandatos, por isso considerado que a ação no Estado foi boa”, revelou o delegado que ainda disse que, todo efetivo da PM esteve de prontidão desde segunda-feira para realizar a ação.

Conforme Paciello, a decisão de realizar a operação aconteceu na última reunião dos chefes de polícia na cidade de São Paulo. O Conselho Nacional de Chefes de Polícia deliberou por dar cumprimento ao mandato de prisão por homicídio, porque este seria o crime de maior destaque no Brasil.

Durante a ação de “caça”, os policiais ainda prenderam 10 pessoas por embriaguez, 27 por porte de arma ilegal e 23 por tráfico de drogas, além disso, foram recuperados nove veículos roubados.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - NOVIDADES NO BOTICÁRIO
Make B. lança novos tons do seu queridinho iluminador, confira no O Boticário em Fátima do Sul
NAS REDES SOCIAIS
Luciana Gimenez é pega com parte íntima totalmente de fora em restaurante, foto viraliza
LUTO NA TV
Atriz e escritora Fernanda Young morre aos 49 anos
A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil