Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 28 de fevereiro de 2020
SADER_FULL
Busca
Brasil

Patrões têm dificuldade em reconhecer doenças ocupacionais

6 Jul 2004 - 14h52
Em entrevista ao programa Cotidiano, da Rádio Nacional, o presidente da Associação de Portadores de Doenças Ocupacionais do Distrito Federal, Clênio de Brito, disse que a maior dificuldade da pessoa que sofre doenças ocupacionais é o reconhecimento, por parte dos patrões, de que o problema do funcionário está relacionado ao trabalho.

Ele mostrou que o Ministério da Saúde divide as doenças ocupacionais em 13 grupos distintos. "Elas podem se manifestar no sistema nervoso, mental, no olho, no ouvido, nos músculos, no sangue. Podem também ser contagiosas, mas sem dúvida a mais comum é a Lesão por Esforços Repetitivos, a LER", afirmou.

 

 

Agência Brasil



Deixe seu Comentário

Leia Também

100 PREVENTIVOS
Coronavírus: máscaras descartáveis e álcool em gel já estão em falta nas farmácias do Rio
ASSASSINATO
Homem é morto com tijoladas na cabeça em briga
FÁTIMA DO SUL - SEXTA DO PEIXE
Hoje tem SEXTA DO PEIXE com Pacu Vivo a R$ 9,90 no Mercado Julifran em Fátima do Sul
TECNOLOGIA
Aparelhos que tornarão a sua vida inteligente
FÉ E CAUTELA
Coronavírus altera missas pelo País, abraços estão suspensos
MEGA SENA
Mega-Sena: 2 apostas dividem prêmio histórico de R$ 211,6 mi; veja números
FÁTIMA DO SUL - DECLARAÇÃO
Fátima do Sul: 2,6 mil contribuintes prestarão contas ao Leão! Saiba se você precisa e como declarar
FAMOSIDADES
Anitta não suporta calor de quase 50º C e abandona palco
NATALIDADE
Grávida de gêmeos entra em trabalho de parto; um nasce na calçada e outro no hospital
ALTA DO DOLAR
Dólar dispara a R$ 4,50, e Bolsa volta a cair por coronavírus e briga Bolsonaro x Congresso