Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 19 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Passaia foi incluído em programa de proteção à testemunha

2 Set 2010 - 14h18Por Campo Grande News
Autor da denúncia que resultou na prisão do prefeito de Dourados, secretários municipais e 9 dos 12 vereadores da cidade, o jornalista Eleandro Passaia foi incluído no programa de proteção à testemunha.

Secretário de Governo, Passaia era homem de confiança do prefeito Ari Artuzi e já havia ocupado a secretaria de Comunicação. “Como tinha habilidade para falar com a imprensa, ele [Artuzi] achava que teria habilidade para conversar com os vereadores”, afirma, ao explicar porque assumiu a principal secretária do município. Passaia passou a ser titular da secretaria de Governo em abril deste ano.

Ele conta que só então foi informado de “como as coisas aconteciam”, ou seja, do esquema de pagamento de propina a prefeito e vereadores e o direcionamento das licitações. “Fiquei bastante escandalizado, tinha muito desvio de dinheiro. Conhecia os postos de saúde, os hospitais e sabia que as pessoas sofriam”.

Passaia relata que acionou a PF (Polícia Federal) em maio e recebeu equipamentos para as gravações. “Sempre achei que faltavam recursos, mas o problema era a corrupção”.

Bandido – Eleandro Passaia afirma que só participou do esquema, repassando dinheiro ao prefeito e vereadores, para concretizar a denúncia. “Não sou bandido”. Portanto, afirma que não recebeu a delação premiada, benefício dado ao criminoso que aceite colaborar na investigação. “No processo, vou ser testemunha contra todos”.

Ameaça – Desde ontem, ele recebeu duas ameaças. “Falaram que isso não vai ficar barato. Mas não vou viver me escondendo”. Ele pretende passar uns dias fora de Dourados para “esfriar a cabeça”. “Mas nunca vou embora daqui”.

A PF prendeu 28 pessoas durante a Operação Uragano (furacão em italiano). No total, foram expedidos 29 mandados de prisão, mas uma pessoa, que segundo informações iniciais é um empresário, continua foragido.

Entre os detidos estão cinco secretários; nove vereadores; o procurador-geral Alziro Moreno; o Gestor de Compras da Prefeitura, Helton Farias; o controlador-geral, João Kruger; o vice-prefeito Carlinhos Cantor e a primeira-dama Maria Aparecida de Freitas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'