Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Partidos têm até dia 30 para prestar contas à Justiça

16 Abr 2007 - 17h50

Os partidos políticos têm até o dia 30 para prestrar contas referentes ao ano de 2006 para a Justiça Eleitoral. Trata-se do balanço contábil dos diretórios nacionais, que deve ser enviado ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). As legendas que não apresentarem os documentos ou tiveram as contas parcial ou totalmente desaprovadas serão suspensas das cotas do fundo partidário deste ano.

Elas devem informar, por exemplo, a relação dos valores originários do fundo partidário e onde foram aplicados. Outra exigência é indicação da origem e do valor das contribuições e doações, além da relação detalhada das receitas e despesas da agremiação ao longo do ano.

As contas devem especificar também os gastos de caráter eleitoral, com a indicação e comprovação das despesas com programas no rádio e na televisão, comitês, propaganda, publicações, comícios e demais atividades de campanha. A data também é o limite para as legendas informarem o endereço da sede nacional em Brasília, caso ainda não tenham feito.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico