Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 22 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Paraná perde em casa e se complica na Libertadores da América

4 Mai 2007 - 08h17
 

O Paraná Clube não conseguiu fazer seu dever de casa e perdeu de virada, por 2 a 1 para o Libertad, na noite desta quinta-feira, na Vila Capanema, no primeiro jogo das oitavas-de-final da Taça Libertadores. O Tricolor saiu na frente, mas não suportou a pressão dos paraguaios, e agora terá que vencer fora de casa por dois ou mais gols de diferença para passar às quartas.

O próximo confronto será dia 10, quinta-feira, no Paraguai. Antes disso, o Paraná enfrenta o Paranavaí, em Curitiba, na grande final do Campeonato Paranaense, no domingo.

O Libertad entrou como se estivesse em casa, em cima do Paraná, com a marcação sobre pressão na saída de bola. Tanto que, logo aos cinco minutos, Flávio fez uma linda defesa após cobrança de falta de Gamarra, no ângulo direito. Aos 16, duas chances seguidas na resposta do time da Vila: Dinelson chutou bem da entrada da área e a zaga conseguiu desviar para escanteio; na cobrança, Daniel Marques subiu bem de cabeça e obrigou González a fazer uma difícil defesa.

Dois minutos depois, outra excelente intervenção de Flávio, que defendeu no pé da trave esquerda um chute forte de López. Aos 30, Gérson acertou a trave direita de González ao arriscar da entrada da área, para levantar a torcida paranista. Aos 38, Dinelson cobrou falta com categoria, deixou o goleiro adversário parado no meio do gol, mas a bola passou caprichosamente à direita, pela linha de fundo.

O Paraná começou o segundo tempo com tudo e abriu o placar aos seis minutos, após um lindo contra-ataque: Dinelson saiu de seu campo com a bola nos pés, passou para Lima, que cruzou da esquerda para Josiel balançar as redes. O atacante vibrou muito com o fim de seu jejum de gols, que durava nove partidas.

Com a vantagem no marcador, os paranistas ficaram mais presos à marcação e o Libertad partiu para a pressão. Até que aos 25, Marín cobrou falta de longa distância, com força, sem chances para o goleiro Flávio, para empatar o jogo.

Aos 32, para piorar a situação do Paraná, o zagueiro Neguette fez uma falta duríssima em López no meio-de-campo e acabou expulso, mesmo sem ter cartão amarelo. O time, que já não estava bem, se perdeu e caiu na catimba paraguaia. No fim, aos 44, Barone, de cabeça, após escanteio cobrado por Marín, fez o gol da virada para calar a Vila Capanema.

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOENÇA DO SÉCULO
Jovem que se jogou da ponte foi encontrado por pescador
MUITO TRISTE
Adolescente perde luta para o câncer e comove toda cidade
TRAGÉDIA
Neto de empresário de transportes morre atropelado por funcionário
CRUELDADE
Criança que estava desaparecida é encontrada morta. Padrasto confessou o crime
BARBÁRIE
Apos perder filha com câncer professora envolve com drogas e é assassinada
DESEMPREGO
Toyota anuncia fim do terceiro turno e demissões em Sorocaba e Porto Feliz
ABUSO SEXUAL
Famílias de jovens abusados sexualmente em estação fazem acordo com Supervia
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Lyris ameaça Agno e faz escândalo dizendo que ele é gay
FAMOSIDADES
Mulher de Eduardo Bolsonaro desativa conta no instagram em meio a polêmica com o marido
CONCURSOS
Ao menos 12 órgãos abrem inscrições para preencher quase 800 vagas