Menu
PASSARELA
quinta, 21 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Para Kayatt, emprego é o “remédio"

7 Out 2004 - 07h12
O prefeito eleito de Ponta Porã, deputado estadual Flávio Kayatt (PSDB) disse que seu principal compromisso é modernizar o perfil da economia do município, atraindo investimentos e gerando novos postos de trabalho. “Emprego é o remédio que Ponta Porá precisa”, diagnosticou Kayatt, lembrando que nos últimos quatro anos foram gerados apenas 174 novos empregos com carteira assinada na cidade.
O deputado menciona números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho) para assinalar que Ponta Porá “está perdendo oportunidades de se desenvolver”. Kayatt frisa que desde 2001 o MS gerou mais de 59 mil empregos formais e Ponta Porá teve uma participação inexpressiva. Por conta disso, o ICMS da indústria caiu 35% entre os anos de 2001/2003.
Kayatt observa que os programas sociais são importantes e serão mantidos, mas destaca que a “dignidade de uma família só é obtida quando as pessoas têm salários, podem se sustentar e escolher o que comprar”. Nesse sentido, o prefeito eleito já começa a estreitar contatos com empresários e investidores visando atrair empreendimentos para o município da fronteira.
Um dos compromissos de campanha do deputado é apoiar a instalação de uma indústria de fécula de mandioca, gerando mercado e renda para centenas de famílias assentadas e que precisam de alternativas para viver melhor. “Esta fecularia poderá garantir, pelo menos, a subsistência da família, na medida em que um hectare cultivado, pode produzir 20 toneladas de raiz e gerar cerca de R$ 1,3 mil de receita líquida para cada família.
APOIAR QUEM INVESTE
Flávio Kayatt disse que sua administração será incentivadora e parceira de quem investe. “Vamos primeiro buscar o empresário local, e oferecer a ele uma série de benefícios para que aumente e consolide seus negócios”, esclarece o deputado, notando que hoje a maioria dos municípios têm áreas com infra-estrutura, isentam impostos e taxas, apóiam o início da construção e, ainda, oferecem suporte para obtenção de financiamentos, sobretudo no FCO.
Kayatt vai criar o Indusporã (Programa de Industrialização de Ponta Porã), uma lei que vai definir o leque de benefícios aos investidores, e também implantar o micro-crédito produtivo e solidário para incentivar pequenos negócios, gerando emprego e renda.
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Terceiro homem que assediou russa na Copa diz que “estão transformando um copo d’água em uma tempestade”
‘Alta Pressão’
Exército deflagra Operação para fiscalizar armamento e reduzir desvios para o comércio ilegal
COLÉGIO DELPHOS - BOLSAS DE ESTUDOS
Colégio Delphos Nota 10 oferece provas para bolsas de estudos neste sábado em Dourados
UNIPAR - EAD - DOURADOS
Unipar EAD com pós-graduação e 25 cursos a distância com mensalidade acessíveis agora em Dourados
PENSÃO ALIMENTÍCIA
Genro de Silvio Santos é procurado por Policia Federal após mandado de prisão
APOCALIPSE
Arthur (Junno Andrade) fala na TV do ataque ao navio de fugitivos e das consequências da erupção de
POLÊMICA
Projeto quer liberar venda direta de etanol das usinas aos postos
FÁTIMA DO SUL - ESTRUTURA NOVA
Fátima do Sul terá um novo conceito de lojas Cacau Show, AGUARDEM!!!
DOURADOS - ITALÍNEA MÓVEIS PLANEJADOS
Em Dourados, Italínea Móveis Planejados dá dicas para deixar sua casa pronta para o inverno
APOCALIPSE
Ricardo (Sérgio Marone) autoriza que um navio de fugitivos seja bombardeado