Menu
SADER_FULL
segunda, 24 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Para Fabinho, vaga na Libertadores é o que "resta" ao Timão

20 Set 2004 - 16h56
Para o volante corintiano Fabinho, o empate contra o São Paulo por 0 a 0, no domingo, no Morumbi, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, acabou com as pretensões de sua equipe de conquistar o título.

"Todo mundo sonhava com o título, mas sabíamos que seria difícil. Agora, temos que nos concentrar pela disputa das vagas na Libertadores, pois é o que nos resta", disse Fabinho, em entrevista à rádio Jovem Pan.

O Corinthians ocupa a décima posição, com 48 pontos --dez atrás do líder Santos. Matematicamente, a equipe do Parque São Jorge ainda tem chances de ser campeão, pois pode chegar aos 93 pontos.

No clássico de ontem contra os são-paulinos, o volante recebeu o terceiro cartão amarelo e desfalca sua equipe contra o Goiás, no próximo domingo, em casa, pela 32ª rodada da competição nacional.

Sobre o empate em 0 a 0, Fabinho considerou o resultado normal. "Era um clássico. As duas equipes entraram com a mesma proposta [marcação forte], pois ninguém queria perder", completou o jogador.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUGA FRACASSADA
Tentativa de fuga termina com agente de cadeia e detentos feridos
ASSASSINATO
Por quebrar "pacto de sangue" homem é assassinado juntamente com amigo
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Mistérios sobre passado de Karola começam a ser revelados
CORRIDA PRESIDENCIAL
Haddad continua disparada em pesquisa do BTG e se consolida no 2º turno
CASAL BRUMAR
Bruna Marquezine e Maraina Ruy Barbosa se afastam e climão na Itália alerta internautas
MARIA DA PENHA
Após deixar hospital, mulher esfaqueada pelo ex diz: 'Não deixe passar em vão'
CAPITULO FINAL
Saiba tudo que vai acontecer no fim de 'Orgulho e paixão'
MUTANTE
Grife inova em passarela com modelos de 'três seios'
EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
FAMOSIDADES
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: ‘Me fez coisas muito feias’