Menu
SADER_FULL
quarta, 20 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Palmeiras defende liderança do Nacional contra o Paysandu

20 Jul 2004 - 09h40
O técnico Estevam Soares não quer deixar escapar nenhum detalhe que possa atrapalhar o Palmeiras a permanecer na liderança do Brasileiro. Por isso, no jogo desta terça-feira, contra o Paysandu, às 20h30, em Belém, ele decidiu escalar o time somente no vestiário do estádio Mangueirão.

Nem mesmo a campanha que o time realiza no Nacional --melhor ataque com 30 gols, defesa mais eficiente com 12 gols tomados e maior série invicta no torneio: 10 jogos-- fez com que o treinador mudasse os planos.

"Vamos fazer só um treino. Também quero dar uma olhada no Paysandu para saber como eles vão jogar. Na preleção eu defino o time", afirmou Estevam.

Para o jogo contra os paraenses, o desfalque será o lateral-direito Baiano, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O técnico ainda não definiu se vai optar por Daniel Martins, ou por Corrêa, jogando como ala.

Outra indefinição é quanto ao esquema tático. Contra o Grêmio, o time só conseguiu a vitória após a entrada de Tiago Gentil, com o Palmeiras saindo do 4-5-1 para o tradicional 4-4-2.

Com 30 pontos ganhos, a equipe paulista tem como concorrentes diretos dois rivais caseiros na classificação: Santos e São Paulo, com dois pontos a menos.

"Isso mostra a força de São Paulo, mas é muito cedo para pensar só nesses clubes. Tem muito jogo pela frente e equipes de outros Estados estão crescendo na competição", disse o treinador.

A preocupação de entrar como favorito diante do Paysandu foi evidenciada pelo treinador palmeirense, que já tinha detectado esse tipo de problema contra o Grêmio. "O time ficou ansioso e não tocou a bola", disse.

Estevam prevê um jogo difícil em Belém pelo clima quente da cidade. "Os jogadores vão sentir diferença. O tempo da viagem, o clima. Os times de lá sempre deixam a grama molhada antes dos jogos e exploram o fato de jogar num campo de grandes dimensões."

Já para o volante Marcinho, o problema maior vai ser o fato de encarar, pela terceira rodada seguida, um time que está na zona de rebaixamento.

"Já passei por isso quando estava no Figueirense. Eu prefiro enfrentar um time que esteja entre os primeiros. Nos jogos em Belém, a torcida sempre vai em peso", disse o volante.

O desempenho do técnico Estevam Soares no Brasileiro como visitante é satisfatório. Pela Ponte Preta, o treinador teve um aproveitamento foi de 58%. No Palmeiras, Estevam segue invicto, mas o seu rendimento fora de casa atinge os 50% de eficácia.

No Paysandu, uma vitória é fundamental animar o time, que tem 14 pontos e ocupa o 22º lugar. "Empatamos com o Coritiba fora e uma vitória contra o Palmeiras é o que esperamos", disse o técnico Givanildo de Oliveira.

PAYSANDU
Paulo Musse; Carabina, Júlio Santos, Alex Pinho e Alonso; Sandro, Bebeto Campos, Hernani e Jóbson; Cláudio e Leonardo.
Técnico: Givanildo Oliveira

PALMEIRAS
Sérgio; Daniel Martins (Corrêa), Nen, Leonardo e Lúcio; Marcinho, Corrêa (Alceu), Magrão e Pedrinho; Tiago Gentil (Élson) e Kahê.
Técnico: Estevam Soares

Local: estádio do Mangueirão, em Belém
Horário: 20h30
Juiz: Washington J. Alves de Souza (AM)
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito
FENÔMENO
Maior superlua de 2019 iluminará o céu nesta terça, 19
FAMOSIDADES
Padre sertanejo acusado de ostentação cobra entrada de idosos para assistir programa
ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa