Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 20 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

País terá número suficiente de controladores só em 2009

13 Jul 2007 - 08h15
O diretor do Departamento de Controle do Espaço Aéreo, o brigadeiro Ramon Borges Cardoso, estimou, nesta quinta-feira, que, apenas em 2009, o número de controladores estará equalizado com a demanda, que é de 600 profissionais apenas para atender as linhas já existentes. Ele recebeu nesta quinta da mão de procuradores do Ministério Público do Trabalho um relatório com 10 problemas e 40 sugestões para resolver o problema do controle do espaço aéreo.

Até o final deste ano, serão formados 351 controladores - dos quais, 64 são civis. Até dezembro do ano que vem, serão mais 240 profissionais, todos eles militares. A soma, de de 591 novos controladores até o final de 2008, seria suficiente apenas para equalizar a demanda existente.

No entanto, segundo o Procurador Regional do Trabalho, Alessandro Santos de Miranda, já há 50 pedidos de importação de aviões de grande porte, como Boeings e Airbus, e 120 autorizações para a entrada no País de 150 aeronaves de pequeno porte. "Temos que ver onde vão colocar esses aviões", disse o brigadeiro Cardoso, acrescentando que as linhas só devem ser concedidas se a Agência Nacional de Avião Civil e a Infraero concordarem que há como suportar um aumento no número de vôos. "A média mundial de crescimento do tráfego aéreo é de 8%, o Brasil cresceu 12% no ano passado e neste ano irá crescer 17%", disse ele.

Entre outras medidas, o Ministério Público recomendou o aumento no número do controladores, a formação de um quadro de reservas, melhores condições de trabalho, com redução do número de horas semanais, cumprimento do período de descanso e instrução dentro da carga horária.

Os procuradores regionais também recomendaram que a categoria seja definida como especial para o caso de legislação de greve. Ou seja, em caso de paralisação, pelo menos 30% dos controladores têm que continuar trabalhando para garantir que a população não seja prejudicada.

Além disso, pediram uma auditoria independente feita pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). "Precisamos de um orgão técnico para aferir se o número de controladores por torre está adequado", disse Santos. O brigadeiro Cardoso disse que a visita do organismo internacional já está agendada para 2009.

O Ministério Público do Trabalho recomendou também que, caso seja criado um novo órgão para controlar o tráfego aéreo civil, deve ser criado um cargo com equiparação salarial do de controlador.

O brigadeiro Cardoso disse que a posição da Aeronáutica é a de que, dentro de 10 anos, seja criado esse órgão, mas que, durante esse período, os controladores militares estão aptos a fazer o controle da aviação civil também. Segundo ele, a tendência é a dos controladores civis serem gradativamente substituídos pelos militares. A explicação, segundo ele, é que a contratação de civis exige a aprovação de um projeto de lei e autorização do Ministério do Planejamento. 

 

 

Estadão 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)