Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Padres discutem formas de divulgar ações da Igreja

30 Jun 2004 - 10h57
Desde a terça-feira, o Instituto São Vicente (Seminário Salesiano), em Campo Grande, pelo menos 60 padres estão reunidos em encontro realizado anualmente que termina quinta-feira. Segundo o arcebispo Dom Vitório Pavanello, este ano os debates vão lembrar os 40 anos do documento sobre a Igreja Católica publicado pelo Vaticano, denominado Lumen Gentium.
O evento é fechado aos padres e todo ano traz um palestrante para tratar do assunto. O diácono Geraldo Hackmann, veio do Rio Grande do Sul e vai realizar uma palestra sobre o Lumen Gentium na sexta-feira, reservado somente aos participantes. Integrante da Comissão Teológica do Vaticano, ele falará aos catequistas da Igreja Dom Bosco.
Dom Vitório fala que a reunião é uma forma de discutir formas para ampliar e comunicar as ações da Igreja, melhorando o marketing católico.
Em uma rápida análise da situação da Igreja Católica em Campo Grande, Dom Vitório disse que “vai muito bem”. Explica que as 33 paróquias existentes na cidade, estão crescendo em qualidade e não privilegiando a quantidade.
 
CG News

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'