Menu
SADER_FULL
sábado, 22 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Ouvidoria do Incra articula apoio aos brasiguaios em MS

2 Jul 2010 - 07h35Por MS Notícias

A ouvidoria agrária da superintendência regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) esteve ontem (30) no acampamento Antônio Irmão, em Itaquiraí, a 345 quilômetros de Campo Grande. A visita teve finalidade de levantar a real situação das centenas de brasiguaios alojados de forma emergencial ao longo da BR 163. A partir desses dados, a autarquia mobilizou outras entidades para amenizar as condições locais, enquanto busca imóveis na região, capazes de receber as famílias de forma definitiva.
Durante a visita, a equipe da Ouvidoria ouviu relatos de lideranças e acampados. As carências mais citadas foram alimentação, água, saúde, documentação e acesso às escolas. O levantamento apontou para uma rede de nove órgãos das esferas federal, estadual e municipal, onde a autarquia pretende buscar apoio. A quinta-feira foi dedicada a disparar ofícios e estabelecer contatos nesse sentido.
A prioridade é garantir a sobrevivência das pessoas. Este ano, o Incra enviou dois lotes de cestas de alimentos em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Até o momento, foram entregues 33 toneladas de gêneros como arroz, feijão, leite em pó e açúcar. A última remessa beneficiou 573 famílias entre brasiguaios e demais integrantes do acampamento. Além disso, serão enviadas lonas para reforçar os barracos até surgirem áreas capazes de receber os agricultores de forma definitiva.
Nesse sentido a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), foi contatada para providenciar água potável e a prefeitura recebeu recursos federais para fortalecer os serviços de saúde e educação. Entidades como a Cruz Vermelha já estiveram no local para prestar assistência médica.

Reforma agrária
Segundo o superintendente regional do Incra, Waldir Cipriano Nascimento, os integrantes do acampamento Antônio Irmão já foram cadastrados pelo órgão. As famílias brasiguaias com perfil apropriado serão incluídas na listagem de demanda do Programa Nacional de Reforma Agrária e assentadas conforme a disponibilidade de espaço. Atualmente a autarquia possui sete imóveis para serem transformados em assentamentos em Mato Grosso do Sul. Entretanto, o sul do estado só poderá ter novos projetos mediante autorização da Fundação Nacional do Índio (Funai), que precisa concluir o estudo das áreas de interesse indígena na região.

Trajetórias
Os chamados brasiguaios são brasileiros e descendentes que moravam no Paraguai há pelo menos três décadas. Nos últimos meses, centenas dessas famílias voltaram à terra natal expulsas por milícias armadas contrárias aos migrantes.
Como a maior parte dos brasiguaios é constituída por pequenos agricultores expropriados de suas terras, um dos principais destinos foi o reforço ao acampamento Antônio Irmão, montado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em 2009, há 90 quilômetros do limite entre os dois países.
Adélia Souza Aguiar, de 43, e Janete Chagas, 39 anos, foram duas das pessoas ouvidas pelo Incra durante o trabalho realizado esta semana. Ex-vizinhas na localidade de Santa Tereza, no departamento de Caguazu, Paraguai, as brasileiras foram as últimas a chegarem ao acampamento.
Enquanto montavam o novo abrigo improvisado, elas contaram sobre o retorno ao Brasil na carroceria de um caminhão locado por 12 pessoas. “Tive que vender fogão, geladeira, meus potes. Tudo para juntar dinheiro e voltar”, relatou Janete.
Paranaense de Missal, ela mudou-se pra o Paraguai com a família aos dez anos. Após três décadas em fazendas, jamais aprendeu as línguas locais, espanhol e guarani, nem conseguiu comprar casa própria. Há quatro anos, mudanças na família dos patrões e a separação do marido, empurraram-na para o emprego doméstico na cidade.
A decisão de votar ao Brasil com quatro dos seis filhos é acompanhada de esperança. “Aqui vou ter a minha terrinha para ter vaca de leite. Lá eu tirava leite na vaca dos outros, aqui vai ser minha”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
FAMOSIDADES
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: ‘Me fez coisas muito feias’
ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
SELEÇÃO BRASILEIRA
Gabriel Jesus retorna para a Seleção
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH