Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Órgãos estaduais passam a ter expediente de seis horas

3 Jan 2005 - 07h26
O expediente das repartições publicas estaduais passam de 8 para 6 horas, a partir de hoje. O horário de atendimento nos órgãos do Estado será das 7h30 às 13h30. Segundo o decreto nº 11.758, já publicado no Diário Oficial, o novo horário quer reduzir despesas com transportes, alimentação, combustíveis e com os serviços de água, luz e telefone. Para garantir a economia, o mesmo decreto esclarece que, em virtude de uma jornada de trabalho menor, fica vetada a solicitação de nomeação, admissão de pessoal ou terceirização para se cumprir atividades de competência dos órgãos e entidades do poder Executivo.
Não terão seus horários alterados as escolas da rede estadual de ensino, a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), as delegacias de Polícia, o Hospital Regional de Campo Grande, a Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e Televisão, o Parque das Nações Indígenas, o Cras (Centro de Recuperação de Animais Silvestres), o Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo e a Superintendência de Gestão da Informação da Secretaria de Estado de Receita e Controle.
Outros servidores também continuarão em expediente de oito horas. São os que ocupam cargos de direção, gerência e assessoramento de classificação igual ou superior ao DGA-3.

 

 

Campo Grande News


Deixe seu Comentário

Leia Também

Perigo da net
Golpe do Bolsa Família se espalha no WhatsApp: 600 mil brasileiros afetados
Milionário(a)
Mega-Sena, concurso 2.034: aposta de SP ganha sozinha
O Apocalipse
Alan (Eduardo Galvão) manda embora Susana (Monica Torres) de sua casa e ela termina o casamento com
Post Polêmico
Caio Blat cria polêmica na Web com post e é chamado de machista por Maria Casadeval
Famosidades
Tratando de um câncer, Mr. Catra perde 35 kg
Novela Global
Fabiana é presa no fim de 'O outro lado do paraíso'
O Apocalipse
Anticristo leva ‘Apocalipse’ à vice-liderança na audiência
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Lava Jato
Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família