Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Orçamento do Executivo é reduzido em R$ 643,3 milhões

22 Mai 2007 - 08h18

O Ministério do Planejamento determinou o aumento do contingenciamento de despesas para o Poder Executivo em R$ 643,3 milhões. A medida, informada no relatório bimestral de receitas e despesas elaborado pelo ministério do Planejamento, visa a compensar o fato de que o Poder Judiciário e o Ministério Público da União (MPU) autorizaram gastos maiores do que os sugeridos pelo governo federal no decreto de programação financeira, editado em fevereiro.

O decreto determinou um contingenciamento total de R$ 16,4 bilhões do Orçamento 2007, sendo a maior parte do Executivo. Na ocasião, o governo reduziu em R$ 744 milhões a despesa autorizada para o Poder Judiciário prevista no Orçamento, e em R$ 165,4 milhões a prevista para o MPU. Mas o Judiciário só limitou suas despesas em R$ 217,7 milhões e o Ministério Público, em R$ 48,4 milhões.

"Dessa forma, o valor que não foi contingenciado pelo Poder Judiciário e pelo MPU, correspondente a R$ 643,3 milhões, será objeto de limitação no âmbito do Poder Executivo a fim de garantir o cumprimento da meta de resultado primário", diz o relatório bimestral divulgado nesta segunda-feira, 21.

O documento não determina novos cortes de despesas globais. De acordo com o relatório, a Receita Líquida (que não considera as transferências a Estados e Municípios) neste ano será R$ 2,3 bilhões maior do que o previsto no relatório do primeiro bimestre. Desse valor, R$ 1,48 bilhão serão de aumento nas receitas totais e R$ 819 milhões de redução nas transferências a Estados e Municípios.

Por outro lado, o governo elevou em R$ 2,2 bilhões a previsão para as despesas obrigatórias e em mais R$ 128,1 milhões a projeção para o déficit na Previdência Social. Nas despesas, o governo incluiu um crédito de R$ 800 mil a ser repassado ao Fundo Partidário, relativo ao superávit financeiro obtido pelo Fundo no ano passado e que não pode ser incorporado pelo governo.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho