Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 20 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Operação no camelódromo apreende mais de R$ 300 mil em produtos

29 Ago 2007 - 13h18

Operação “Força Integrada” apreendeu cerca de R$ 300 mil em produtos pirateados ou contrabandeados no camelódromo de Campo Grande, na madrugada desta quarta-feira (29). A Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal lacraram oito bancas que tinham denúncias de contrabando e descaminho de eletroeletrônicos, totalizando mais de R$ 150 mil em produtos apreendidos. Em âmbito estadual, a Unidade Integrada de Combate às Organizações Criminosas (Unicoc) fechou outras 58 bancas por pirataria audiovisual.

Segundo o chefe da delegacia de defesa institucional da superintendência da Polícia Federal de Mato Grosso do Sul, Otacílio Dela Pace, foram apreendidas aproximadamente 45 mil unidades de DVDs, CDs e eletroeletrônicos, enchendo dois caminhões. A decisão por mandados noturnos para realizar a operação foi tomada para evitar atrito com os comerciantes. Os 57 mandados de busca e apreensão cumpridos pela Unicoc foram emitidos pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Os oito mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal foram emitidos pelo juiz federal Dalton Igor Kita Conrado.

Na última operação do gênero, há cerca de nove meses, foram apreendidos 133 mil unidades de produtos pirateados ou contrabandeados. Para o promotor Clóvis Amauri Smaniotto, a redução é resultado do bom trabalho que vem sendo feito. Ele também disse que o próximo passo é notificar a prefeitura sobre as bancas lacradas, que é a responsável por caçar os alvarás de funcionamento. Muitos comerciantes são reincidentes, pois já haviam sido autuados em outras operações pelo mesmo crime.

O presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes de Campo Grande (AVA), Vicente Reinaldo Peixoto, disse que está surpreso com a operação, pois teria uma reunião marcada às 7h de hoje com secretário Municipal de Controle Urbanístico, Paulo Sérgio Nahas, para tratar justamente sobre como regularizar a situação das bancas que trabalham com este tipo de mercadoria. Segundo Peixoto, o prejuízo pode ser ainda maior com o afastamento dos clientes.

Na operação, que durou cerca de três horas e contou com 120 policiais, as ruas que dão acesso ao local tiveram o transito interrompido para manter a segurança no trabalho dentro do estabelecimento. O camelódromo não funciona hoje e no momento somente funcionários estão autorizados a entrar.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS