Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Operação mostra que 117 analfabetos compraram CNH na PB

15 Jun 2010 - 10h26Por Terra

O Ministério Público da Paraíba revelou que 117 pessoas analfabetas compraram Carteira Nacional de Habilitação (CNH) através de um esquema fraudulento que envolvia auto-escolas, despachantes e funcionários do Detran da Paraíba. A Operação Espelho de Prata, deflagrada nesta segunda-feira, já prendeu 31 pessoas. Segundo a polícia, 50 mil CNHs podem ter sido emitidas dessa forma em cinco anos. Ainda faltam ser cumpridos outros dez mandados de detenção, sete deles em outros Estados.

Segundo o procurador geral de Justiça Osvaldo Trigueiro, a investigação identificou que no município de Itabaiana, a 70 km de João Pessoa, em apenas um dia, 40 pessoas foram aprovadas em exames do Detran, sendo que 18 eram de Minas Gerais e oito do Rio de Janeiro. "Ninguém compareceu pessoalmente para fazer os testes", disse.

Não foram divulgados os nomes dos presos, mas de acordo com o procurador, entre os envolvidos estavam médicos, psicólogos do Detran, despachantes, funcionários e até donos de Centros de Formação de Condutores.

Segundo Trigueiro, todos os envolvidos foram alvo de escuta telefônica autorizada pela Justiça. Áudios divulgados revelam que os candidatos encomendavam por telefone o resultado dos exames.

Segundo o delegado Wagner Dorta, os documentos emitidos eram autênticos, embora alguns deles tivessem sido preenchidos com dados falsos. "Em cinco anos, calculamos que 50 mil habilitações tenham sido emitidas dessa forma". A polícia informou que existem agenciadores do esquema também em Pernambuco, no Rio de Janeiro e no Ceará.

Sindicato
Para o Presidente do Sindicato dos Donos de Auto-escolas da Paraíba, Claudionor Fernandes, a falta de fiscalização por parte do Detran da Paraíba contribuiu para o aumento das ilegalidades praticadas por muitos Centros de Formação de Condutores. "Há cinco anos denunciamos que o Estado credenciou dezenas de auto-escolas por critério políticos, e não técnicos. Muitas abriram não com a intenção de educar, mas de transformar a habilitação em mercadoria".

Fernandes disse que em 2000 existiam pouco mais de 50 Centros de Formação de Condutores na Paraíba, e que hoje esse número já passou de 100. "A legislação não limita a quantidade de CFCs e o Denatran não cumpre seu papel de fiscalizador", afirmou.

Em um dos diálogos interceptados pela polícia a funcionária de uma auto-escola (identificada como Betânia) e um homem identificado como Leandro falam sobre a possibilidade de aprovar uma pessoa na prova prática. Leia abaixo:

Betânia - Auto Escola Liderança, bom dia.
Leandro - Bom dia é Betânia é?
B - É sim
L - Betânia, Nieje se encontra?
B - quem é?
L - É Leandro
B - Não, hoje é a folga dela. Ela só está aqui segunda-feira
L - Acho que tu pode desenrolar Betânia...
B - Hum
L - Betânia é o seguinte. É que tem uma tia minha aqui sabe, que ela fez as provas tudo lá na auto-escola. Tu tem como desenrolar pra ela só a prática lá?
B - Só a prática, olhe. Se você vir aqui conversar pessoalmente com Nieje ou então comigo. Essas coisas a gente não trata por telefone, não.
L - Não é realmente, mas dá para ser né?
B - Dá.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel