Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CONTAINER
Brasil

Operação liberta 14 trabalhadores em regime de escravidão

16 Jul 2004 - 13h40
 

Uma operação inédita coordenada pelo Gertraf (Grupo Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego) está sendo realizada desde a manhã de segunda-feira, 12, envolvendo ainda seis órgãos federais no combate ao trabalho escravo e crimes ambientais na região conhecida como Terra do Meio, entre Altamira e São Félix do Xingú, no Pará.

Foram encontrados e libertados quatorze trabalhadores em regime de escravidão e vítimas de maus. Havia no grupo dois menores de 15 anos e três homens doentes, dois com malária e outro com fratura no nariz vítima de acidente de trabalho. Segundo denúncia da Comissão Pastoral da Terra (Núcleo Sul do Pará) existem na área outros sessenta trabalhadores que estão operando em seis frentes de trabalho na Floresta. A área já desmatada, de acordo como eng. Florestal André Luis Bier longhi, do Ibama de Brasília, chega a 3.405,00 ha, desses, 223,00 ha estão em área de preservação permanente, o que configura crime ambiental.

Um Búfalo da Força Aérea Brasileira (FAB), foi deslocado de Manaus para Marabá, e de lá, para São Félix do Xingú. A aeronave dá apoio logístico para 46 homens que fazem parte da equipe; outros quatro helicópteros com 18 homens da FAB estão vasculhando e localizando com a utilização de GPS as clareiras já derrubadas.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'