Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Onça-pintada ataca adolescente no Mato Grosso

15 Jul 2010 - 17h50Por Terra

O estudante João Victor Braz, 16 anos, foi atacado por uma onça-pintada nesta quarta-feira, em Cáceres (MT), na Reserva Taiamã, localizada a 190 km da cidade. O garoto está internado na UTI do Hospital São Luiz, que não pode informar qual é o estado de saúde do menino.

O menor e o pai faziam parte de um grupo de turistas vindos de Minas Gerais que estavam a bordo do Barco Hotel São Lucas do Pantanal. De acordo com o capitão Pedro Garcia - da Agência da Marinha da cidade -, o garoto saiu com o pai e um guia em um barco para pescar, quando uma onça- pintada o atacou na cabeça. Braz foi puxado para dentro da água, mas o guia espantou o animal com um pedaço de pau.

Segundo informações da Prefeitura de Cáceres, este é o terceiro caso de ataque de onça em dois anos no município, que fica a 224 km da capital, Cuiabá. Em 2008, o pescador Luiz Alex da Silva, 22 anos, morreu após ser atacado pelo animal. Em abril deste ano, Valdemar Ortega, 53 anos, foi mais uma vítima.

Os responsáveis pelo Barco Hotel São Lucas do Pantanal não quiseram se manifestar sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico