MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 22 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
28 de Dezembro de 2004 17h39

Número de mortos na Ásia chega a quase 60 mil

Cidades ao longo de toda a costa do oceano Índico anunciaram hoje milhares de corpos de vítimas do terremoto e do tsunami do final de semana, elevando o total de mortos para 59,186 mil. Dois dias depois do maior terremoto dos últimos 40 anos, de magnitude 9, sacudir o fundo do mar perto da ilha de Sumatra, na Indonésia, autoridades locais acham mais corpos e destruição à medida que se encaminham para áreas mais distantes. De acordo com a rede CNN milhares de pessoas estão desaparecidas, um milhão desabrigadas e cerca de 250 mil tiveram de deixar suas casas.

O terremoto provocou ondas gigantescas no oceano Índico. As ondasvançaram em grande velocidade na costa asiática, causando um grande número de mortes. "A enormidade do desastre é impressionante", afirmou Bekele Geleta, chefe da Federação Internacional da Cruz Vermelha e das Sociedades do Crescente Vermelho no Sudeste Asiático.

O governo do Sri Lanka estima que os mortos no país possam chegar a 25 mil. Na Tailândia, as vítimas devem passar de 2 mil. O maremoto chegou a atingir a costa leste da África. Na Somália, foram encontrados os corpos de 38 pescadores e outros 60 estão desaparecidos. Pelo menos 10 pessoas morreram na Tanzânia e uma no Quênia. Na Índia, há 11,499 mil mortos. Centenas de turistas morreram em conseqüência do terremoto. Apenas na Tailândia mais de 700 estrangeiros já tiveram a morte confirmada, incluindo dois brasileiros.

Corpos ainda estão espalhados pelas ruas no norte da Indonésia, zona mais próxima ao tremor. Cerca de mil pessoas continuam no local onde foram mortas quando uma tsunami (série de ondas gigantes) as atingiu no momento em que acompanhavam um evento esportivo.

Turistas desaparecidos

Centenas de turistas ocidentais foram mortos em resorts no Sri Lanka e na Tailândia. Vilarejos pesqueiros na região foram destruídos, a eletricidade e as comunicações, cortadas, e as casas esmagadas. "Este foi o pior dia de nossa história", observou o empresário cingalês Y.P. Wickramsinghe. "Gostaria que eu tivesse morrido. Não há motivo para viver."

Centenas de turistas estrangeiros ainda estão desaparecidos. Entre os mortos estrangeiros, há franceses, noruegueses, britânicos, italianos, suecos, australianos, japoneses e norte-americanos. "Há muitos estrangeiros mortos, porque aconteceu na alta temporada e no Natal. É um período de férias de família", afirmou o primeiro-ministro da Tailândia, Thaksin Shinawatra.

Linhas de emergência criadas por ministérios das relações exteriores e operadores de turismo estão congestionadas, enquanto autoridades lutam para verificar o destino de centenas de turistas ainda não localizados. Diplomatas de 28 países estão em Phuket, Tailândia, para ajudar os sobreviventes, muitos dos quais deixados com apenas a roupa do corpo após a tsunami.

Thaksin disse que o governo tailandês fornecerá vôos gratuitos para os sobreviventes voltarem para casa. "Quer possam pagar ou não pelos bilhetes aéreos, vamos levá-los, dar hotel de graça, comida, algum dinheiro para novas roupas. Daremos tudo até que possam chegar em casa", declarou.

Veja abaixo o balanço atualizado do número de turistas estrangeiros mortos na tragédia:

  • AMÉRICA

    BRASIL: Uma diplomata brasileira e seu filho de 10 anos morreram na ilha de Phi Phi, segundo fontes oficiais.

    CHILE: Cinco chilenos estão desaparecidos na Indonésia, Tailândia e Malásia, segundo Santiago, após a localização de outros dois. Entre os desaparecidos está a moça de um casal que estava em lua-de-mel na ilha tailandesa de Phi Phi. O marido dela se salvou e está hospitalizado.

    ESTADOS UNIDOS: Pelo menos oito americanos mortos e "inúmeros feridos" segundo o departamento de Estado.

    CANADÁ: Três canadenses mortos e dois desaparecidos na Tailândia e no Sri Lanka, disse a chancelaria. Não há informação sobre 11 canadenses que estavam nas Maldivas.

  • EUROPA

    SUÉCIA: Pelo menos 1,6 mil turistas suecos estão desaparecidos na Tailândia, de acordo com outros viajantes. Havia entre 15 mil e 20 mil turistas suecos na região de Phuket no momento da tragédia. O primeiro-ministro sueco, Goran Persson, contabilizou dez mortos na segunda-feira.

    FRANÇA: Pelo menos 10 franceses morreram e 18 estão desaparecidos (oficial).

    GRÃ-BRETANHA: Pelo menos 16 britânicos mortos (nove na Tailândia, quatro no Sri Lanka e três nas Maldivas) após o tsunami, segundo o Foreign Office. Cerca de 10 mil turistas britânicos estão no sul da Ásia.

    RÚSSIA: uma russa morreu em Phuket. Mil turistas russos ou de outros países da CEI (12 de ex-repúblicas da URSS) estavam na Tailândia no momento da catástrofe. As autoridades russas não conseguiram estabelecer contato com 120 deles.

    HOLANDA: Pelo menos dois holandeses morreram no sul da Ásia, um na Tailândia e outro no Sri Lanka, segundo o ministério das Relações Exteriores.

    SUÍÇA: Doze turistas suíços estão desaparecidos na ilha tailandesa de Phuket.

    FINLÂNDIA: uma finlandesa morreu no Sri Lanka.

    ITÁLIA: Pelo menos 13 italianos mortos - 11 na Tailândia e dois no Sri Lanka - e cem desaparecidos, segundo o ministério das Relações Exteriores.

    NORUEGA: Treze noruegueses no maremoto e entre 20 e 40 feridos, segundo o ministério norueguês das Relações Exteriores.

    ÁUSTRIA: Quatro austríacos mortos e cem feridos ou desaparecidos, segundo fontes concordantes em Viena. No total, 1,5 mil cidadãos desse país ainda estão na região.

    DINAMARCA: Pelo menos três dinamarqueses mortos, cinco desaparecidos e 11 hospitalizados, segundo o balanço provisório do ministério dinamarquês das Relações Exteriores.

    BÉLGICA: Dois turistas belgas mortos em Phuket, segundo o ministério das Relações Exteriores.

    ALEMANHA: Pelo menos quatro alemães mortos no Sri Lanka, anunciou o presidente da Federação Alemã de Agências de Viagens. Cerca de 4 mil turistas desse país estavam na região no momento da catástrofe, segundo o operador Thomas Cook.

    POLÔNIA: quatro poloneses "provavelmente" mortos e 43 desaparecidos, segundo o ministério das Relações Exteriores.

    PORTUGAL: Pelo menos cinco portugueses desaparecidos em Phuket e 10 feridos, segundo o ministério das Relações Exteriores.

    ESPANHA: Pelo menos 18 espanhóis hospitalizados na Tailândia, segundo o ministério dos Assuntos Exteriores.

    GRÉCIA: Uma grega levemente ferida em Phuket, onde havia 300 gregos, segundo o ministério das Relações Exteriores.

    ROMÊNIA: Dois turistas romenos desaparecidos em Phuket, anunciou a presidente da Associação Nacional de Agências de Turismo Romenas. No total, mais de 100 romenos estavam em Phuket.

    HUNGRIA: Dois húngaros feridos, um deles gravemente, na ilha de Phuket, segundo o ministério das Relações Exteriores.

  • ÁSIA/OCEANIA

    FILIPINAS: oito filipinos morreram e pelo menos cinco resultaram feridos no sul da Tailândia.

    AUSTRÁLIA: sete australianos morreram (seis na Tailândia, um no Sri Lanka) e há um número não preciso de desaparecidos (oficial).

    CORÉIA DO SUL: três sul-coreanos morreram em Phuket e nos arredores da cidade, além de 12 desaparecidos.

    NOVA ZELÂNDIA: Uma neozelandesa morta no sul da Tailândia, disse a chancelaria.

    HONG KONG: 18 cidadãos de Hong Kong foram hospitalizados em Phuket, segundo o governo.

    CHINA: Seis chineses foram feridos no sul da Tailândia, segundo a embaixada da China em Bangcoc.

    JAPÃO: Pelo menos dois japoneses morreram na Tailândia, anunciou nesta terça-feira o ministério das Relações Exteriores.

    TAIWAN: Sete taiwaneses e 35 barcos de pesca desaparecidos na Tailândia, anunciou um porta-voz do ministério das Relações Exteriores.

    CINGAPURA: Dois cidadãos de Cingapura morreram e outros quatro estão desaparecidos, informou terça-feira o Straits Times de Cingapura.

  • ÁFRICA

    ÁFRICA DO SUL: Pelo menos quatro sul-africanos morreram em Phuket e 12 foram dados como desaparecidos.

  • ORIENTE MÉDIO

    ISRAEL: Uma turista israelense ferida no Sri Lanka, segundo um jornalista.

  •  

    Terra Redação

    Comentários
    Veja Também
    LIMIT ACADEMIA_BOTTON
    REINO_MATRÍCULAS_2017
    FORTALEZA
    Últimas Notícias
      
    FÁBRICA_CALÇADOS
    Eventos
    dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.