TASS_MOTORS
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 15 de Dezembro de 2017
RIO_DOURADOS
5 de Novembro de 2004 06h50

Número de CNHs suspensas no Estado aumenta em 40%

Um número recorde de motoristas perdeu a licença para dirigir nos últimos dez meses em Mato Grosso do Sul, segundo informação do setor de estatística do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). Somente de janeiro a agosto deste ano 1.048 CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) foram suspensas, número 40% maior que o total de suspensões realizadas durante todo o ano de 2003, quando 756 motoristas ficaram proibidos de dirigir por um período pré-determinado.

Os motociclistas respondem pela maioria das suspensões este ano: 493 tiveram o registro suspenso pela falta de capacetes, seja no condutor ou passageiro, 20 motociclistas foram punidos por dirigir com farol apagado, 14 por transportar criança com menos de sete anos e ainda, 13 por fazer malabarismo ou empinar a moto. Em âmbito geral, o ato de dirigir embriagado acarretou a suspensão de 191 CNHs de janeiro a outubro, sendo que outras 17 foram suspensas por omissão de socorro em caso de acidentes e nove porque os motoristas furaram barreira policial.

Os dados do Detran/MS revelam também que o número de suspensões tem aumentado gradativamente ano a ano, conforme cresce também a frota de veículos no Estado. Para se ter uma idéia, em 1998 o número de CNHs suspensas era pelo menos sete vezes menor – naquele ano 138 motoristas tiveram o registro suspenso. Vale ressaltar que a desobediência para a suspensão acarreta a cassação definitiva da carteira, ou seja, o motorista que continua dirigindo mesmo com a carteira suspensa poderá, caso pego, ter o registro cassado junto ao Detran/MS.

A cassação da carteira foi aplicada a 127 motoristas este ano em MS, por motivos como falsificação, condenação judicial ou por dirigir com carteira suspensa. O número já é 150% maior que o total de cassações efetivadas no ano passado, quando 51 condutores perderam a CNH em âmbito definitivo. A maioria das cassações realizadas este ano corresponde aos novos condutores, ou seja, aqueles que possuem apenas a chamada ‘permissão para dirigir’ adotada no primeiro ano após a habilitação. Neste caso, 98 condutores atingiram mais de 20 pontos na carteira e, por possuírem o registro em âmbito provisório, a perderam.

 

 

 

Mídia Max News

Comentários
Veja Também
LOJA_02
SADER_LATERAL
MBO_SEGURANÇA_300
Últimas Notícias
  
SADER_LATERAL
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.