Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 22 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

No jogo da paz, seleção brasileira goleia o Haiti por 6 a 0

18 Ago 2004 - 17h39
A seleção brasileira não teve trabalho para golear o Haiti por 6 a 0, nesta quarta-feira, em um amistoso realizado na cidade de Porto Príncipe, capital haitiana, no chamado "jogo da paz".

A partida foi um pedido do presidente Luis Inácio Lula da Silva. O Brasil lidera as forças de paz no Haiti, que está em crise desde o início do ano, quando rebeldes avançaram contra Porto Príncipe, exigindo a renúncia do presidente Jean-Bertrand Aristide --que diz ter sido forçado a deixar o cargo por EUA e França.

Para controlar a crise, uma força de paz da ONU foi enviada ao país sob liderança dos EUA. Dois meses atrás, o comando foi repassado ao Brasil, que mantém cerca de 1.200 homens no país. O amistoso faz parte do esforço do governo federal para ajudar a força de paz.

Nesta quarta, o presidente Lula fez um discurso para os soldados da brigada brasileira no Haiti antes de se dirigir ao estádio Sylvio Cator, onde acompanhou a partida.

O jogo

Para o técnico Carlos Alberto Parreira, apesar da fragilidade do adversário, que ocupa a posição de número 95 do ranking da Fifa e não tem tradição no futebol, a partida serviu para começar a acertar o time para compromissos mais importantes, no começo de setembro.

No próximo dia 5, a seleção recebe a Bolívia, em São Paulo, numa partida válida pelas eliminatórias sul-americanas à Copa de 2006. Três dias depois, a seleção joga contra a Alemanha, num amistoso que será disputado em Berlim --em 2002, os dois países decidiram a Copa (disputada no Japão e na Coréia do Sul) e o Brasil ficou com o título.

Em campo, o Brasil não demorou muito para mostrar sua superioridade. Logo aos 16min, Ronaldo, atacante do Real Madrid, acertou a trave do Haiti. Quatro minutos depois, Ronaldo tabelou com Roger, do Fluminense, que dominou a bola, se livrou da marcação e, já dentro da área, abriu o placar.

Aos 33min, em grande jogada individual de Ronaldinho, do Barcelona, a seleção brasileira ampliou o resultado. Ele se livrou de quatro marcadores e do goleiro adversário antes de finalizar.

Antes do intervalo, aos 42min, a seleção aumentou novamente com Roger, que recebeu passe de Ronaldo e só teve trabalho de tocar para o gol.

Na etapa final, a seleção, já satisfeita com o placar, diminuiu um pouco o ritmo de jogo. Sem pressionar muito o adversário, o Brasil só ampliou aos 22min, numa cobrança de falta de Ronaldinho --que, no entanto, contou com a falha do goleiro Max.

Aos 37min, Ronaldinho ampliou após receber passe dentro da área. Aos 41min, Nilmar, do Inter-RS, fez o sexto gol da partida.

A seleção se concentrou na cidade de Santo Domingo, na República Dominicana, e só partiu para Porto Príncipe horas antes do início do jogo, por questões de segurança.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho