Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

No adeus de Mano, Timão bate Guarani e retoma ponta do Brasileiro

26 Jul 2010 - 07h57Por Terra

O adeus de Mano Menezes, a caminho da Seleção Brasileira, foi com sabor de vitória. Neste domingo, o Corinthians venceu pela sexta vez em seis jogos no Pacaembu no Campeonato Brasileiro. O rival foi o Guarani, de atuação valente, mas batido por 3 a 1 graças a uma noite preciosa de Bruno César, autor de dois gols.

Os três pontos conquistados no Pacaembu ainda valeram a retomada da liderança no Brasileiro para o Corinthians. Beneficiado pelo empate entre Fluminense e Botafogo, o time permitiu a Mano Menezes assumir a Seleção como o líder da Série A, com 24 pontos. O Guarani perdeu mais fôlego e caiu para a 12ª colocação com 14 pontos.

A noite no Pacaembu teve um início promissor para Mano Menezes, o personagem principal da partida. O Corinthians marcou já com 2min e conduziu bem as ações, mas como é comum aos torcedores do clube, teve sofrimento. Por um instante, Mazola empatou para o Guarani, Dentinho foi expulso e, no Engenhão, o Fluminense retomava a liderança.

Mas o domingo era do novo treinador da Seleção Brasileira, que até pressionou com a arbitragem e cavou uma injusta expulsão ao zagueiro Aílson. O segundo vermelho da noite recolocou o Corinthians na partida e trouxe à tona mais uma vez Bruno César, que marcou duas vezes e garantiu a vitória. No Engenhão, Edno, emprestado pelos corintianos, fez contra o Flu e devolveu a ponta ao clube com o qual tem contrato.

Mano Menezes teve uma despedida emocionante, ovacionado pela torcida e com direito a volta olímpica e reverências ao tobogã, setor mais popular do Pacaembu. Passou por um corredor formado pelos jogadores e foi embora para a Seleção.

O adeus de Mano com vitória

No dia em que todos os olhares do Pacaembu estavam direcionados a ele, Mano Menezes fez boas modificações em relação ao time que perdeu a invencibilidade diante do Atlético-GO na quarta-feira. Muito abaixo na parte física, Danilo e Ralf saíram da equipe, que cresceu com as entradas de Paulinho e Jucilei para o confronto com o Guarani.

Na primeira etapa, facilitado pela vantagem no placar já aos 2min, o Corinthians foi bem superior ao Guarani. Trocando muitos passes e envolvendo o adversário em seu campo de defesa, fez por merecer o resultado positivo em 45 minutos.

O primeiro gol surgiu já aos 2min, levantando um Pacaembu com grande público. Bruno César, o melhor na etapa inicial, cobrou escanteio da esquerda, William desviou e Jorge Henrique até se abaixou para fazer o gol corintiano, de cabeça, na pequena área.

O Corinthians seguiu em campo com um volume ofensivo muito bom. Assustou em cobrança de falta de Bruno César, que passou rente ao travessão de Douglas, e jogou pelos lados com desenvoltura. Só se esqueceu da marcação a Mazola: em dois contra-ataques, o atacante do Guarani ameaçou. Primeiro, passando a Ricardo Xavier, que chutou mal. Depois, conduziu bem e se perdeu na chegada à área.

Bruno César esteve em mais dois lances de perigo, sempre chutando firme de esquerda. Na segunda dessas oportunidades, foi travado pela zaga do Guarani em contra-ataque veloz. O Corinthians ainda ameaçou em jogada de Dentinho, que puxou pela esquerda e passou bem a Jorge Henrique, que quase fez.

O início de segundo tempo do Corinthians foi muito bom, pressionando o Guarani no meio-campo para poder atacar com velocidade. A melhor chance nos primeiros 10 minutos foi com Roberto Carlos, jogando motivado pela possibilidade de retornar à Seleção com Mano. O lateral foi bem à linha de fundo e chutou forte para Paulinho, que surgiu de carrinho e assustou.

O que parecia se caminhar para uma vitória tranquila ganhou cortonos dramáticos. Depois de levar dois sustos em escanteios do Guarani, o Corinthians perdeu a vantagem em bom ataque da equipe campineira. Livre no meio-campo, Baiano acertou pelo passe para Mazola, que entrou rápido entre os zagueiros e tocou na saída de Julio Cesar.

Foram instantes ruins para o Corinthians, que até sofrer o empate era líder, mas viu na mesma hora o Fluminense abrir o marcador no Engenhão e, até aquele momento, conservar a primeira posição. Em seguida, Dentinho se irritou com a marcação de Mário Lúcio e usou o cotovelo para se defender, mas acabou expulso pelo árbitro Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral.

O ambiente no Pacaembu ficou ruim para a arbitragem, que caiu na pressão da torcida. Só foram cinco minutos de inferioridade numérica do Corinthians, até que Jorge Henrique exagerou na queda em uma falta de Aílson. Foi o suficiente para um cartão vermelho ao zagueiro do Guarani, o que recolocou o time da casa na partida.

Mano trocou Elias, mais uma vez em má atuação, por Boquita. Em jogada do meia, que não atuava em partida oficial desde fevereiro e entrou bem, a arbitragem assinalou falta. Bruno César cobrou com precisão milimétrica, sem chances para Douglas, e tirou o Corinthians do sufoco novamente no Brasileiro. Foi o quinto do meia na competição.

Em seguida, a liderança voltou ao colo do Corinthians. No Engenhão, Edno, emprestado pelos próprios corintianos, fez para o Botafogo e sacou o Fluminense da ponta. Para completar a festa no Pacaembu, Bruno César desviou de cabeça cruzamento de Roberto Carlos e fez o terceiro do time alvinegro aos 40min.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo, já sob o comando de Adílson Batista, a ser apresentado na terça-feira. A estreia do sucessor de Mano será no Pacaembu, às 16h, contra o rival Palmeiras. O Guarani viaja até o Serra Dourada, onde pega o Atlético-GO, sábado, ás 18h30.

FICHA TÉCNICA

Corinthians 3 x 1 Guarani

Gols
Corinthians: Jorge Henrique, aos 2min do primeiro tempo. Bruno César, aos 32min e aos 40min do segundo tempo
Guarani: Mazola, aos 19min do segundo tempo

Ponto Forte do Corinthians
Superioridade física e técnica

Ponto Forte do Guarani
Ambição dentro da partida apesar da inferioridade técnica

Ponto Fraco do Corinthians
Dificuldade em matar o jogo antes de tomar o empate

Ponto Fraco do Guarani
Poucas finalizações

Personagem do jogo
Mano Menezes, que foi festejado pela torcida e deu até volta olímpica após o apito final

Esquema Tático do Corinthians
4-2-2-2
Julio Cesar; Alessandro, Paulo André, William e Roberto Carlos; Elias (Boquita) e Jucilei; Paulinho (Ralf) e Bruno César (Danilo); Dentinho e Jorge Henrique
Treinador: Mano Menezes

Esquema Tático do Guarani
4-2-3-1
Douglas; Rodrigo Heffner, Rodrigão, Aílson e Márcio Careca; Renan e Paulo Roberto; Mário Lúcio (Héverton), Baiano (Geovane) e Mazola; Ricardo Xavier (Diogo)
Treinador: Vagner Mancini

Cartões Amarelos
Corinthians: Roberto Carlos e Bruno César
Guarani: Rodrigão, Rodrigo Heffner e Mário Lúcio

Cartões Vermelhos
Corinthians: Dentinho
Guarani: Aílson

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
Fátima News
Avenida 09 de Julho 2135 - Centro - Fátima do Sul/MS
(67) 99638-6610 rogerio@fatimanews.com.br
© Fátima News. Todos os Direitos Reservados.