Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

No ABC, São Paulo perde jogo e invencibilidade no Paulista

26 Mar 2007 - 04h25

Quatro dias após sofrer seu primeiro revés em quase seis meses --diante do Necaxa (MEX)--, o São Paulo voltou a perder. Dessa vez, o time do Morumbi foi superado pelo São Caetano por 1 a 0, neste domingo, no ABC paulista, e viu sua invencibilidade chegar ao fim, agora no Paulista-07.

O São Paulo permanece com 34 pontos, atrás do Santos, que lidera o torneio. No confronto deste domingo, a equipe são-paulina conviveu com o cansaço, após a desgastante volta do México, onde jogou pela Libertadores, na quarta-feira, e inúmeros desfalques. Foram oito, entre machucados, suspensos e convocados pelas seleções brasileira e equatoriana.

Poupado, Aloísio começou na reserva. Com um time bem diferente, o São Paulo voltou a jogar mal, como o próprio Muricy Ramalho havia admitido após a derrota em gramado mexicano.

No primeiro tempo, pouco produziu. Os atacantes considerados reservas Borges e Marcel foram peças nulas. Melhorou na etapa final, com a entrada de Aloísio. Até acertou a trave de Luiz, mas foi insuficiente para reverter o marcador.

O São Paulo tentará acabar com a série de duas derrotas seguidas na próxima quarta-feira diante do Rio Branco, em casa . No mesmo dia, o São Caetano, que soma 30 pontos e está em terceiro, tentará se aproximar ainda mais de uma vaga na fase semifinal contra o Bragantino, fora de casa.

O jogo

Ao sair para o intervalo, o zagueiro são-paulino Miranda resumiu a fraca atuação da equipe no primeiro tempo. "Estamos mal organizados. Assim fica difícil." A aparente desorganização somada aos inúmeros desfalques resultou no fraco desempenho.

O São Paulo chegou poucas vezes ao gol de Luiz. Quando conseguiu, pecou na finalização, como ocorreu com Marcel, aos 39min, que não conseguiu acertar a bola após cruzamento de Souza. O São Caetano, por outro lado, pouco incomodava Rogério Ceni.

Quando caminhava para um empate sem emoção, o meia Canindé aproveitou troca de bola no meio-campo, entrou livre pela esquerda e, aos 45min, tocou na saída do goleiro são-paulino. Para o segundo tempo, o São Paulo decidiu ousar mais. E quase foi recompensado. Logo no primeiro minuto, Hugo tentou um chute de fora da área.

A bola, que iria para fora, desviou em Maurício e quase enganou Luiz, que consegue espalmar para a linha de fundo. Com a entrada de Aloísio, o São Paulo se tornou ainda mais ofensivo. Chegou até a acertar a trave do goleiro adversário, aos 18min. Entretanto, dava espaços para o contra-ataque do São Caetano, que desperdiçou algumas chances para definir o placar.

Num dos melhores lances, aos 11min, Triguinho invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado. A bola passou bem próxima ao gol defendido por Rogério Ceni.

O jogo seguiu assim até o final. Enquanto o time do ABC paulista atuava no contra-ataque, o São Paulo tentava, de forma afobada, o gol de empate. Mas não conseguiu e viu sua segunda derrota seguida.

 

 

Folha

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico