Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 18 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Nem a chuva atrapalhou o protesto na sessão da Câmara

28 Set 2010 - 16h02Por Nicanor Coelho / Mídia Max

A última sessão da Câmara Municipal de Dourados antes das eleições de domingo durou apenas 45 minutos. Foi o tempo suficiente para a criação de uma Comissão Processante que terá prazo de noventa dias para apresentar o seu relatório o que possibilitará a cassação do prefeito Ari Artuzi. Nem mesmo a chuva e o tempo frio impediram que o plenário da Câmara ficasse tomado de manifestantes.

Sob gritos de “comissão de ladrões”, foram escolhidos para compor a Comissão Processante os vereadores José Carlos Cimatti (PSB) como presidente; Marcelo Barros (DEM) eleito relato e Cido Medeiros (DEM), como membro.

As presenças de Cimatti e Marcelo Barros na condução a Comissão Processante foi questionada pelos manifestantes uma vez que eles foram presos pela Operação Uragano. Cido Medeiros assumiu a Câmara na condição de suplente e não está envolvido na Operação Uragano.

A presidente Délia Razuk afirmou que a criação da Comissão Processante cumpriu o que determina a Lei Orgânica onde diz que apenas os vereadores titulares podem fazer parte dela. Como a maioria dos dez vereadores presentes fazia parte ou era suplentes dos membros da CPI da Saúde que deu origem à Processante, a escolha recaiu sobre Cimatti, Marcelo e Cido.

Além de votar a Comissão Processante os vereadores aprovaram dois projetos de lei, moções e requerimentos sempre sob as vaias dos manifestantes que portaram faixas e cartazes pedindo eleições já para prefeito e vereadores em Dourados.

Conforme a Lei Orgânica a Comissão Processante tem cinco dias para começar a se reunir enquanto o prefeito Ari Artuzi terá dez dias para apresentar defesa. Assim que a defesa de Artuzi foi apresentar a Processante deverá apresentar o relatório final que deverá ser apreciado pelos vereadores.

Participaram da sessão os vereadores Albino Mendes (PR), Tio Julio Artuzi (PRB), Zezinho da Farmácia (PSDB), Cido Medeiros (DEM), Aurélio Bonato (PDT), Délia Razuk (PMDB), José Carlos Cimatti (PSB), Marcelo Barros (DEM). Cemar Arnal (PDT) e Gino Ferreira (DEM).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SE DEU MAL
Ladrão tenta assaltar caminhoneiro arma de brinquedo e morre ao levar três tiros de verdade
COPA DO BRASIL
Athletico-PR elimina Flamengo nos pênaltis e garante vaga na semi da Copa do Brasil
COPA DO BRASIL
Com polêmica e expulsão, Internacional avança para a semifinal ao eliminar o Palmeiras
DESCARGA ELÉTRICA
Técnico de Rerigeração morre após sofrer choque ao manusear microondas
DOENÇA DO SÉCULO
Rapaz que se jogou da ponte do Rio Piquiri se despediu de amiga antes
COMOÇÃO
Jovem de 19 anos morre após contrair bactéria em parto
NOVELA GLOBAL
Josiane mata de novo em 'A dona do pedaço': saiba quem é a próxima vítima!
NOVELA GLOBAL
'A dona do pedaço': Maria da Paz conhece Gilda, que lhe vende mansão cara
ECLIPSE LUNAR
Eclipse parcial da Lua poderá ser visto em todo o Brasil; veja os horários
BARBÁRIE
Moça de 22 anos é agredida até a morte após se negar a fazer sexo