Menu
SADER_FULL
segunda, 25 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Nasce primeiro bebê após transplante de ovário congelado

24 Set 2004 - 08h01
O nascimento de um bebê após um transplante de tecidos de ovário conservados congelados em uma mulher que passou por uma quimioterapia foi anunciado por especialistas belgas em um artigo da revista médica britânica "The Lancet", divulgado na internet nesta sexta-feira.

A mãe, uma belga de 32 anos, deu à luz a uma menina de 3,72 quilos, que passa bem, às 19h05 de quinta-feira, em Bruxelas, informa a revista.

"É o primeiro caso de nascimento com vida após um bem-sucedido transplante de um fragmento de ovário tirado da paciente e depois congelado, antes do início da quimioterapia, segundo um procedimento denominado autotransplante ortotópico (na cavidade pélvica) de tecidos de ovário criopreservados", acrescenta o texto.

De acordo com seu principal autor, o professor Jacques Donnez, da Universidade Católica de Lovaina, este resultado "abre novas perspectivas para as mulheres que enfrentam uma insuficiência ovariana precoce ou menopausa precoce, produto de uma quimioterapia ou radioterapia, que anula qualquer possibilidade de gravidez".

"A crioconservação deverá ser proposta a todas as mulheres jovens que receberem um diagnóstico de câncer, junto com as outras opções existentes para preservar sua fertilidade (maturação in vitro de ovócitos imaturos, congelamento do embrião etc)", acrescenta.

Graças ao procedimento, a mulher pôde ter seu bebê sete anos depois que seus tecidos ovarianos foram congelados, antes do início de seu tratamento contra a doença de Hodgkin (uma variedade de linfoma).

Com isso, apesar de a terapia tê-la deixado estéril, a jovem voltou a menstruar e ovular, cinco meses após o transplante, e ficou grávida por fecundação natural 11 meses depois.

Em março de 2004, especialistas americanos disseram na "The Lancet" ter realizado um experimento similar com uma mulher de 30 anos, que ficou estéril após uma quimioterapia para curar um câncer de mama. Após recorrer à fertilização in vitro e a um implante de embrião, a gravidez não aconteceu.

Tanto a quimioterapia quanto a radioterapia podem alterar a fertilidade dos pacientes cancerosos, homens e mulheres.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

FINAL
Saiba qual será o final surpreendente de Apocalipse na Record
ENTRETENIMENTO - SAÚDE
Padre Fábio de Melo sofre da síndrome do pânico e fala como administra a doença
NOVELA GLOBAL
'Segundo Sol': Laureta revela para a família de Rosa que ela é prostituta
GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude