Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Murilo diz que relatório do TCU põe PT em xeque

22 Set 2004 - 16h06
 

O deputado federal Murilo Zauith (PFL/MS) classificou hoje de preocupante que o TCU (Tribunal de Contas da União) tenha encontrado irregularidades graves em uma lista de 70 obras públicas que constam do Orçamento da União do próximo ano. Os problemas foram descobertos durante auditorias feitas pelo TCU ao longo do primeiro semestre deste ano e constam de relatório entregue pelo presidente do tribunal, Valmir Campelo, ao presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), para subsidiar a elaboração do Orçamento de 2005.

Essas obras poderão ter seus recursos bloqueados pelo Congresso no projeto de Lei Orçamentária para 2005. Murilo Zauith destacou que todo o discurso do PT de extremo rigor na gestão do dinheiro público é desmascarado com mais uma notícia de má administração de verbas da União. O TCU promoveu auditoria em 400 obras, que envolvem recursos federais de R$ 20 bilhões, o que representa 90% dos recursos previstos para investimento na área de infra-estrutura. Delas, 70 apresentaram indícios de irregularidades graves. A lista com irregularidades corresponde a 15% das obras auditadas e envolve recursos de R$ 3 bilhões.

"O fato se torna mais grave porque as principais irregularidades, de acordo com a auditoria realizada por 350 analistas de Controle Externo do Tribunal, referem-se a sobrepreço, superfaturamento, falhas nos projetos ou ausência de licença ambiental", advertiu o parlamentar pefelista, lembrando que, de acordo com a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) cabe ao Tribunal informar ao Congresso as obras com indícios de irregularidades graves, para que deputados e senadores bloqueiem os recursos orçamentários até que sejam sanadas as falhas apontadas. "Dessa forma, depois que o Tribunal identificou as irregularidades, cabe ao Congresso, tem total autonomia para alocar recursos ou não para o ano que vem, decidir quais as obras que devem ser paralisadas por irregularidade na gestão do dinheiro público”, disse.

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho