Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Murilo diz que recurso para saneamento bovino é insuficiente

21 Out 2004 - 16h32

O deputado federal Murilo Zauith (PFL/MS) defendeu hoje a liberação de mais recursos para atender as necessidades da agricultura brasileira e o combate à febre aftosa. Na lista de propostas que trancam a pauta da Câmara dos Deputados está a Medida Provisória 196/04 que abre crédito extraordinário de R$ 86 milhões em favor dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Meio Ambiente para o controle sanitário da agricultura e da pecuária,. Ele defendeu a aprovação da MP ressalvando que esses valores são insuficientes e não atende à realidade do setor agropecuário brasileiro.

"Estamos praticamente no final de outubro, quase em novembro e esses recursos deveriam ter sido liberados bem antes para produzir efeitos na agricultura e na agroindústria", observou o parlamentar.  Ao defender um planejamento mais adequado de liberação de recurso para o setor agropecuário, ele destacou que o resultado de uma política voltada para sanidade fitossanitária na agricultura, da zoosanitária dos rebanhos nacionais vai levar o Brasil a exportar carne de gado bovino para Mercado Comum Europeu.

"Sabemos que o país luta para ser declarado zona livre de febre aftosa. Isso é importante para que Brasil aumente cada vez mais sua participação no mercado externo", resumiu Murilo. O deputado pefelista explicou ainda que Mato Grosso do Sul tem o maior rebanho de bovinos do pais e o Pantanal exige vacinação especial, pois é uma região de difícil acesso e demanda preocupação maior para que o gado seja vacinado.

Murilo advertiu, no entanto, que há dois países fronteiriços com Mato Grosso do Sul (Paraguai e Bolívia) que preocupam muito o criador do Estado com a possibilidade da entrada de gados que carreguem a febre aftosa.

"Nosso produtor rural tem trabalhado bastante para que isso não ocorra", relatou o parlamentar. Ele conclamou, em seguida, para que haja uma mobilização permanente no setor pecuário como a implementação de cursos para os técnicos e o acompanhamento das vacinas para manter o elevado nível de qualidade dos rebanhos  do Estado com o objetivo de expandir as vendas para o mercado externo.

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos