Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 28 de fevereiro de 2020
SADER_FULL
Busca
Brasil

Mulheres são a maioria do eleitorado brasileiro

29 Jul 2004 - 17h16
Mulheres são a maioria do eleitorado brasileiro, conforme levantamento divulgado hoje pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dos 119,8 milhões de eleitores, 61,3 milhões são mulheres contra 58,3 milhões de homens.

De acordo com o secretário de Informática do TSE, Paulo Camarão, desde a eleição passada, realizada em 2002, o número de mulheres aptas a votar é maior do que de homens. No Rio de Janeiro, por exemplo, elas representam 52,71% do eleitorado. A menor participação feminina está em Mato Grosso, 48,03%.

O levantamento do TSE mostra também que 23,84% do eleitorado do país estão na faixa etária de 25 a 34 anos, o que corresponde a 28,9 milhões de pessoas. Os eleitores com 16 e 17 anos representam 2,9% do total e os que estão na faixa de 60 a 79 anos, 11,7%. O Brasil tem hoje 121,3 milhões de eleitores. “Não há mudança de uma eleição para a outra. É claro que o eleitorado mais jovem tem comparecido mais porque os tribunais estão fazendo campanhas para o eleitor do futuro a tirar o seu título”, ressaltou Paulo Camarão.

 

Agência Brasil


Deixe seu Comentário

Leia Também

100 PREVENTIVOS
Coronavírus: máscaras descartáveis e álcool em gel já estão em falta nas farmácias do Rio
ASSASSINATO
Homem é morto com tijoladas na cabeça em briga
FÁTIMA DO SUL - SEXTA DO PEIXE
Hoje tem SEXTA DO PEIXE com Pacu Vivo a R$ 9,90 no Mercado Julifran em Fátima do Sul
TECNOLOGIA
Aparelhos que tornarão a sua vida inteligente
FÉ E CAUTELA
Coronavírus altera missas pelo País, abraços estão suspensos
MEGA SENA
Mega-Sena: 2 apostas dividem prêmio histórico de R$ 211,6 mi; veja números
FÁTIMA DO SUL - DECLARAÇÃO
Fátima do Sul: 2,6 mil contribuintes prestarão contas ao Leão! Saiba se você precisa e como declarar
FAMOSIDADES
Anitta não suporta calor de quase 50º C e abandona palco
NATALIDADE
Grávida de gêmeos entra em trabalho de parto; um nasce na calçada e outro no hospital
ALTA DO DOLAR
Dólar dispara a R$ 4,50, e Bolsa volta a cair por coronavírus e briga Bolsonaro x Congresso