Menu
SADER_FULL
terça, 20 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Mulheres rurais investem no setor agroindustrial em Fátima do Sul

29 Jun 2007 - 07h45

A modernização do setor agroindustrial nos últimos 50 anos na produção de produtos alimentícios para atender a demanda do consumidor, avançou bastante em função do crescimento populacional e principalmente para facilitar no preparo de refeições, através de produtos enlatados e congelados; porem ultimamente está ocorrendo  efeito inverso.

 

O consumidor preocupado com os aditivos químicos usados em muitos produtos industrializados que muitas vezes podem causar danos à saúde, tem aumentado bastante a procura de alimentos naturais, sem conservantes, produzidos pelos próprios produtores rurais e também por produtos orgânicos sem utilização de agrotóxicos. 

 

Os produtores rurais estão investindo bastante na agroindústria, hoje é comum nas beiras das rodovias, principalmente na região sul do País os famosos cafés coloniais onde a famílias rurais oferecem aos viajantes e turistas aquele cafezinho puro, leite crioulo, pães caseiros assados em forno de lenha, queijos frescos, salames, sucos naturais, doces caseiros, vinhos, etc.

 

Fátima do Sul está avançando bastante no setor de pequenas agroindústrias, já existem várias pequenas agroindústrias em pleno funcionamento  com serviço de Inspeção Municipal  funcionando de forma individual. Agora com o Apoio do SINDICATO RURAL PATRONAL, AGRAER e SENAR, mulheres rurais estão se organizando para a formação de uma Associação para a fabricação de produtos diversos.

 

Várias mulheres agricultoras foram treinadas através de vários cursos sobre fabricação produtos realizados pelo Sindicato Rural, SENAR  e AGRAER e estão aptas a produzirem com qualidade e inserirem de forma organizada no mercado.        A AGRAER, vem incentivando a produção de produtos coloniais com o objetivo de resgatar a produção de produtos da colônia, ou seja, produtos produzidos e transformados pelos próprios produtores rurais.

    

Os estados do sul do país estão em franco desenvolvimento as Agroindústrias formadas em pequenas associações de produtores. Os mesmos juntam forças para construir agroindústrias até de médio porte. Hoje comercializam seus produtos também em grandes redes de  supermercados.

 

A vantagem de trabalhar em associações é a facilidade de créditos para investimentos junto aos agentes financeiros,  para a construção dos prédios, aquisição dos equipamentos,apoio dos poderes públicos em âmbitos municipal, estadual e federal, aquisição de matérias prima, embalagens, veículos para transporte, licença ambiental e sanitária, etc.

 

O potencial do nosso município é grande, além dos produtos já produzidos pelos agricultores, vários outros produtos poderão ser produzidos de forma organizadas através de associações. A importância disso tudo é a melhoria da qualidade de vida de uma população, a saúde é melhorada, o desenvolvimento local passa a ser sustentável, os produtores agregam valores em seus produtos e garantem lucratividade, aprendem a trabalhar em grupos, geram rendas e empregos e a economia da região é incrementada.

 

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGORA DEU MEDO
Velório é interrompido após morto 'apertar' mão da esposa
TRAGEDIA NA RODOVIA
Três pessoas morrem em acidente envolvendo carro e caminhão na BR-277
FATALIDADE
Jovem mulher morre ao levar choque usando o secador de cabelos
ABSURDO - BRASIL
Mulher mata o marido a facadas e leva pênis para a amante dentro de um copo
MORTE E COMOÇÃO
Jovem caminhoneira morre em acidente e comove colegas de toda a região
FACULDADE
Irmãs estudantes de engenharia vendem doces nos trens do Rio para se sustentar
MUITA FUMAÇA
Crianças passam mal em incêndio que dura três dias
VICENTINENSE DE CORAÇÃO
Após 30 anos dividindo palco, Erika Figueiredo aposta no solo e lança clipe, ASSISTA
SIAMESAS
Mulher dá à luz gêmeas siamesas de 3,700KG as duas
ACIDENTE DE TRABALHO
Homem morre ao ser puxado por colheitadeira quando fazia limpeza