Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 22 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Mulheres ganham 404 prefeituras em 5.517 municípios

7 Out 2004 - 14h55
O percentual de mulheres eleitas para as prefeituras este ano ainda ficou abaixo de 10% do total de prefeituras do país. Dos 5.517 prefeitos eleitos no primeiro turno, 404 são mulheres, ou 7,3%, e 5.075 são homens. Foram 38 os candidatos vitoriosos que não informaram o sexo à Justiça Eleitoral no momento do registro de suas candidaturas. A performance das candidatas foi um pouco melhor na disputa para vereador. Para o Legislativo, elas conquistaram 12,6% das vagas. Dos 51.819 vereadores escolhidos pelos brasileiros, 6.555 são mulheres, 45.257 são homens e 7 não informaram o sexo ao registrar a candidatura.

O partido que mais elegeu mulheres foi o PMDB, com 78 prefeitas. O PFL elegeu 64 prefeitas; o PSDB, 53; o PP, 34; o PTB elegeu 40. E o PT, partido que elegeu mais prefeitos do que o PP, por exemplo, só garantiu a vitória de 24 mulheres para prefeituras.

No domingo passado, 31,3% dos 2.781 prefeitos que tentaram se reeleger saíram vitoriosos das urnas, ou seja 871 conquistaram um novo mandato. O estado campeão de reeleições foi São Paulo, com 201 casos. Em segundo lugar ficou o Paraná, com 88, seguido pelo Piauí, com 68, e pela Paraíba, com 63. O estado em que houve o menor número de reeleições, apenas duas, foi Roraima.

Ontem, o TSE também informou quantos votos cada partido obteve em cada estado. O PT, que foi neste ano o campeão de votos ao conquistar 16,3 milhões de eleitores para prefeituras no Brasil, teve melhor desempenho em São Paulo, 5,4 milhões de votos. O segundo lugar nacional ficou com o PSDB, com 15,7 milhões de votos, com melhor performance também em São Paulo, com 6,8 milhões de votos.

O partido que mais cresceu em número de votos em relação à última eleição municipal foi o PL, que registrou cinco milhões de votos contra 2,5 milhões em 2000 — um aumento de 97,57% de eleitores para os candidatos às prefeituras. Em segundo lugar ficou outro partido de pequeno porte, o PPS. Em 2000, a legenda conseguiu 3,5 milhões de votos para prefeito contra os 4,9 milhões atingidos no domingo passado. O aumento contabilizado é de 41,16%. O terceiro lugar na lista dos partidos que mais cresceram é do PT, o campeão de votos em números absolutos. Nas eleições passadas, o partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia contado com 11,9 milhões de votos para prefeito. Neste ano, foram 16,3 milhões. O crescimento foi de 36,74%.

Já o PFL obteve número de votos 13,38% menor nessas eleições em comparação a quatro anos atrás, quando conquistou quase 13 milhões de eleitores. Nesse ano, a legenda recebeu 11,2 milhões de votos. Outros dois dos maiores partidos brasileiros, o PMDB e o PSDB, computaram computaram crescimento mais tímido do que o dos partidos menores. O primeiro contou com 13,2 milhões em 2000 e 14,2 milhões neste ano - um aumento de 7,45%. Os tucanos receberam 13,5 milhões de votos há quatro anos contra 15,7 milhões em 2004. O aumento registrado foi de 16,56%.
 
 
 
Globo Online 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade