Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Mulher morre após fazer tratamento para alisar cabelos

21 Mar 2007 - 10h52

Uma dona-de-casa de 33 anos morreu em Porangatu (GO), depois de passar por um tratamento para alisar os cabelos. A polícia investiga a hipótese de que Maria Ení da Silva teve uma intoxicação provocada pelos produtos usados na "escova gradativa" feita em um salão da cidade.

Segundo o policial militar Valdivino Eterno da Silva, irmão da vítima, Maria Ení aplicou uma mistura de cremes e formol nos cabelos no sábado (17) e foi orientada a não lavar a cabeça durante três dias, para que os produtos fizessem efeito. Durante esse período, a dona-de-casa reclamou de dores de cabeça, coceira no couro cabeludo e dificuldades para respirar.

Na madrugada de terça-feira (20), Maria Ení passou mal e foi levada para um hospital público. Ela foi liberada e, horas mais tarde, teve outro mal-estar. Desta vez, foi encaminhada para outro hospital, mas não sobreviveu. "Ela teve asfixia depois que lavou os cabelos para tirar os produtos", diz o irmão.

A delegada Cynthia Christyane Alves da Costa, que investiga o caso, informou que a dona do salão onde foi feita a escova gradativa não está na cidade, mas autorizou a retirada dos produtos usados no tratamento para análise.

Cynthia deve ir até o estabelecimento nesta quarta-feira (21) para buscar amostras das substâncias. "Por enquanto, a principal suspeita é de que houve uma intoxicação", afirma a delegada. "Vamos verificar também se ela ingeriu algum outro produto nos últimos dias, que podem ter provocado reação."

O laudo sobre a causa da morte da dona-de-casa deve ficar pronto em 30 dias.

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico