Menu
SADER_FULL
segunda, 20 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Mulher mais idosa do Brasil morre em Cuiabá

27 Jul 2004 - 17h39
Faleceu hoje à tarde em Cuiabá, a mulher mais idosa do Brasil, Ana Martinha da Silva. Aos 123 anos, ela já tinha sido reconhecida pelo RankBrasil, o livro brasileiro dos recordes, como a mulher mais velha do país, e os documentos dela já tinham sido enviados ao Reino Unido, visando o reconhecimento também do Guiness Book.

Ana Martinha foi registrada em Chapada dos Guimarães, em 25 de agosto de 1880, conforme sua certidão de nascimento. Ela contava, no entanto, ter nascido quatro anos antes, em 1876. Filha de escravos, chegou a presenciar a libertação dos pais. Teve nove filhos e uma vida pobre, mantendo a lucidez até o fim. Nos últimos anos, conseguiu receber do governo do Estado uma pensão e uma casa no Pedra 90, por meio da atuação da Associação de Mulheres de Negócios (BPW Cuiabá).

A família aguarda a liberação do corpo na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, onde Ana Martinha estava internada com pneumonia. O local do velório e sepultamento ainda não foram definidos.
 
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEDIDAS DRÁSTICAS
Morador que possuir foco de dengue em casa será multado na hora
ACIDENTE FATAL
Idosa de 79 anos morre após ser atropelada por motocicleta em MS
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Youtuber e peão de rodeio morrem após carro bater em carreta com toras
REALITY SHOW 2020
'BBB 20': conheça os participantes do programa; lista tem famosos da internet
FUJA DO PREJUIZO
Saiba como renegociar planos de celular, TV a cabo e internet
NOVA ANDRADINA - TURISMO
Ciclistas de Nova Andradina pedalam mais de 750 km para chegar ao litoral catarinense
FÉRIAS DOS FAMOSOS
De biquíni, filha de Glória Pires ostenta corpão em férias
CAMPO BELO RESORT - PACOTE ESQUENTA
Esquenta de Carnaval é no Campo Belo Resort, confira o pacote e faça sua reserva
CANCELAMENTO DE BOLSA FAMILIA EM 2019
Governo federal cancelou 1,3 milhão de benefícios do Bolsa Família em 2019 por irregularidades
CELULAR
Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos