Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 18 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

MSGÁS investe R$ 16 milhões para ampliar rede na Capital

1 Set 2004 - 16h42
A Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGÁS) vai investir R$ 16 milhões para ampliar a rede de distribuição de gás em Campo Grande, passando dos atuais 25,2 quilômetros para 51 quilômetros e fazendo com que o produto chegue até o consumidor residencial.

Em solenidade simples na sede da empresa, hoje à tarde, o secretário de Infra-Estrutura e Habitação, Paulo Duarte, diretor-presidente da MSGÁS, Maurício Arruda e representantes de quatro empresas vencedoras das licitações, assinaram os contratos para execução das obras de implantação dos novos ramais e outros serviços relacionados.

A Engevix, que há 40 anos atua no mercado e está presente em diversos outros países como Uruguai, Peru, México, Equador e até no Nepal, venceu a licitação para expansão da rede. A empresa planeja executar os serviços em dois anos – desde o desenvolvimento do projeto, licenciamento e implantação dos ramais –, ao custo de R$ 16,193 milhões. O vice-presidente da Engevix, Gerson de Melo Almada, calcula que as obras terão início em outubro; até lá os técnicos trabalharão no planejamento e nos trâmites burocráticos.

A ampliação da rede levará gás natural para mais quatro postos de combustíveis (quatro já são atendidos), duas indústrias, um hotel (em construção, em frente ao Parque das Nações Indígenas) e diversos condomínios residenciais nas proximidades do Shopping Campo Grande. Por toda essa região passarão as ramificações do gasoduto, havendo possibilidade, segundo o presidente da empresa, de atender as residências individuais da localidade. “Vai depender só da procura.”


Outros contratos – De olho no consumidor residencial – em especial os grandes condomínios – a MSGÁS contratou uma empresa de engenharia, a SGS do Brasil, para dar suporte técnico aos síndicos que tenham interesse em levar gás natural aos seus prédios. A SGS vai receber R$ 91,5 mil da companhia para fazer vistoria nos edifícios dos clientes em potencial e desenvolver os projetos de adaptações necessárias a fim de que o gás natural chegue canalizado às caldeiras e cozinhas dos condôminos.

Trata-se de uma investida decisiva da MSGÁS na disputa por uma parcela desse mercado de gás. “É o pontapé inicial para a massificação do consumo do gás natural em Campo Grande”, definiu Arruda. “Hoje se concretiza uma nova etapa, se abre um leque muito grande de oportunidades para a companhia”, completou Duarte. Um dos edifícios que a Construtora Plaenge está concluindo, próximo ao Shopping Campo Grande, será o primeiro cliente residencial da MS Gás.

Foram assinados também contratos com as Organizações Unidas Ltda, no valor de R$ 240 mil, para conservação das faixas de rede em Campo Grande e Três Lagoas, e com a Gascat Indústria e Comércio Ltda para fabricação e montagem de estações de redução da pressão do gás, possibilitando seu uso em escala residencial.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares