Menu
PASSARELA
domingo, 24 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

MSGÁS fornecerá projeto de instalação de rede a clientes

21 Jul 2004 - 16h13
Para aumentar o quantidade de venda do gás natural em Campo Grande a MSGÁS (Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul) estará disponibilizando aos potenciais consumidores, condomínios, empresas e prédios comerciais todo o projeto de adaptação das instalações para receber do gás. De acordo com o diretor-presidente da empresa, Maurício Arruda, a partir do dia 15 de agosto uma empresa estará a disposição de quem quiser fazer o levantamento. “Nós estamos colocando este serviço a disposição dos potenciais clientes pois é uma estratégia para vendermos mais gás. Até o dia 28 deste mês o processo de licitação concluído e em 15 de agosto a disposição dos interessados”, ressalta.

“Cada local onde o gás será instalado tem de ser muito bem estudado, pois há prédios muito velhos, onde a utilização do gás pode ser inviável. Já em outros, a implantação vai ser perfeitamente viável”, disse Arruda lembrando que o gás pode ser utilizado em caldeiras, aquecedores e, até mesmo, no fogão da dona de casa. Outros clientes em potencial são os postos de combustíveis.

Arruda lembra que, para um condomínio utilizar o gás natural, não é necessário que haja qualquer equipe de manutenção. “O gás é como a água ou a energia elétrica, que é instalada e depois é só usar. O máximo que pode se fazer é, no caso de condomínios, dar treinamento para a equipe de manutenção que já existe”, destaca.

Ampliação do ramal
Outro projeto que teve ser iniciado dentro de 45 dias é a ampliação da do ramal de gás na área central de Campo Grande. Hoje são 25 quilômetros de tubulação que cortam a cidade, depois da execução do projeto serão mais de 75 quilômetros. A intenção,segundo Arruda, é formar um quadrilátero que se iniciará na avenida Calógeras, seguindo pela avenida Afonso Pena, onde já existe o ramal, a nova tubulação vai ser construída a partir da rua Furnas até a rua Amazonas de onde segue até chegar novamente a avenida Calógeras. O custo total da obra está estimado em R$ 17 milhões e deve ser executado em dois anos, já contando com os prazos de licenciamento ambiental.

“Nesta região do quadrilátero temos mais de quarenta clientes em potencial que já nos procuraram interessados no gás natural. Com a ampliação do ramal a capacidade diária de venda vai para oito milhões de metros cúbicos de gás”, finalizou Arruda.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENTRETENIMENTO - SAÚDE
Padre Fábio de Melo sofre da síndrome do pânico e fala como administra a doença
NOVELA GLOBAL
'Segundo Sol': Laureta revela para a família de Rosa que ela é prostituta
GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru