Menu
SADER_FULL
quarta, 12 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

MS prepara programa de ensino exclusivo para índios

26 Jul 2004 - 08h03
Um programa de ensino superior exclusivo para os índios de Mato Grosso do Sul. O projeto, que pode ser coordenado por três universidades do Estado, já tem o aval da Secretaria Estadual de Educação e do Ministério da Educação.

As discussões sobre a criação do curso para índios estão bem adiantadas, o projeto já está quase finalizado. Falta apenas as comunidades indígenas apontarem o conteúdo que será aplicado no curso. A proposta partiu de um grupo de 150 índios guarani e caiuá que estão preocupados com o ensino e a preservação da cultura dos mais novos.

Em entrevista ao Bom Dia MS, a professora da UEMS Marina Evaristo Wenceslau, que é uma das coordenadoras do projeto, disse que a implantação do programa quer garantir a educação dos índios sem que eles percam a identidade. As comunidades devem apresentar a proposta do que desejam em 60 dias.

A proposta será encaminhada ao conselho da UEMS e vai contar com financiamento do Ministério da Educação, da Funai e a Secretaria de Educação do Estado.
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Aranha descobre marca de pata de gato de Gabriel, tira foto e conta aos guardiã
SUSTO
Celular pega fogo no bolso da calça e deixa homem com queimaduras na perna e mãos
PROCURADO
Com prisão decretada desde setembro, Dado Dolabella é considerado foragido da Justiça
DICAS DE MARKETING
5 dicas de marketing para um negócio de dropshipping
CRIME HEDIONDO
Câmera flagra ataque de suspeito de estuprar garota de 14 anos em SP; vídeo
TERROR
Ataque dentro da Catedral deixa ao menos cinco mortos em Campinas
REVIDE
Passageiro atropelado por motorista de aplicativo após vomitar em carro está em coma
A SERVIÇO DE DEUS
Angela Bismarchi festeja diploma para ser pastora: ‘Eu era pecadora e não sabia’
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz dá caixa com terra de cova de Gabriel para Valentina
INTOCÁVEL
PF pediu prisão domiciliar de Aécio, Cristiane Brasil e Paulinho da Força, mas PGR e STF não concede