Menu
PASSARELA
sábado, 23 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

MS fecha 2004 com R$ 2,6 bi em arrecadação de ICMS

6 Dez 2004 - 09h10
O governo estadual deve fechar o ano com arrecadação de cerca R$ 2,604 bilhões do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). A previsão do secretário de Estado Receita e Controle (Serc), José Ricardo Pereira Cabral, leva em consideração a média de R$ 217 milhões em recolhimento mensal do imposto.

A meta de arrecadação para 2005 está sendo elaborada e será apresentada a Zeca do PT no próximo dia 14, na última reunião governador em 2004 com o secretariado. A estimativa do fisco estadual é de chegar ao final do segundo governo de Zeca, em 2006, arrecadando R$ 300 milhões por mês.

Na segunda-feira 29, antes da abertura do 2º Fórum da Secretaria de Estado de Receita e Controle (Serc), no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil da Camillo, em Campo Grande que aconteceu simultâneo à 28ª Reunião Nacional da Educação Fiscal, o secretário José Ricardo destacou a conscientização dos “consumidores sobre importância social do tributo”. Ele disse que a Serc vem desenvolvendo trabalho de educação tributária nas escolas estaduais em parceria com a Secretaria de Estado de Educação.

O secretário apontou, durante a palestra de abertura do fórum, a população como principal responsável pelo bom desempenho da arrecadação estadual. “Buscamos fazer da sociedade nossa parceria.”

Ao contrário do que muitos pensam, nem toda a arrecadação é convertida em investimentos em infra-estrutura, educação, saúde e programas sociais. O próprio governador Zeca do PT tem reafirmado que “de cada R$ 1 arrecadado, o Estado fica com apenas R$ 0,30, por causa das vinculações”.

Outro aspecto, lembrado pelo secretário de Estado de Receita e Controle, José Ricardo Pereira Cabral, é a necessidade cada vez mais crescente de o governo investir em projetos nos diversos setores. “As demandas sociais são ‘insaciáveis’. Ao Estado cabe fazer e buscar recursos.”

Além de José Ricardo participaram da cerimônia de abertura do fórum, cujo tema este ano foi “Consolidando nossa identidade e compromisso social”, os secretários de Estado de Coordenação Geral do Governo, Raufi Marques, que representou o governador Zeca do PT, de Infra-estrutura e Habitação, Paulo Duarte, e de Educação, Hélio de Lima, o advogado e ex-deputado constituinte, Plínio Arruda Sampaio (palestrante), o coordenador do Programa Nacional de Educação Fiscal, Manuel Forero González, a coordenadora do Programa Estadual de Educação Fiscal, Margarete Iara Franco, a pró-reitora de Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Rosa Maria Fernandes de Barros (representando o reitor Manoel Catarino Paes-Peró), a procuradora-geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, Irma Veira de Santana e Anzoategui, a superintendente de Administração e Finanças da Serc, Sônia Maria Ranzi, o diretor-presidente da Agência de Habitação Popular (Agehab), Amarildo Cruz, e o presidente do Tribunal de Contas, José Ancelmo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo