Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 22 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

MS e PR são as portas de entrada de pneus contrabandeados

4 Set 2004 - 10h43

Mato Grosso do Sul e Paraná são as portas de entrada no Brasil para pneus contrabandeados do Paraguai que estão chegando aos mercados dos Estados das regiões Sudeste, Norte e Nordeste. A constatação é da Polícia Federal que apreendeu, nos Estados de São Paulo e Tocantins, cerca de 5,2 mil pneus contrabandeados do país vizinho e que entraram no Brasil através dos dois Estados que fazem fronteira com o Paraguai.

As duas apreensões realizadas pela Polícia Federal foram na terça-feira e quarta-feira passadas, durante a operação denominada de “Ouro Negro”. A primeira apreensão foi realizada por gentes federais de Tocantins que abordaram dois caminhões que transportavam quase 1,2 mil pneus vindos do Paraguai no dia 31 de setembro, sem notas fiscais. Osvaldo Junior Gonçalves Madonaldo, Francisco Carlos Lossolli e Humberto Tavares Nunes, que foram presos em flagrante e tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça Federal, informaram que entraram no País pelo Paraná.

No mesmo dia, equipe da Delegacia de Polícia Federal em Jales (SP), em diligência na cidade de Santo André (SP), apreendeu 2.894 pneus de diversos tipos e marcas trazidos do Paraguai através de Mato Grosso do Sul. Um dia depois, dia 1° de setembro, também foram presas cinco pessoas na cidade de Theodoro Sampaio (SP), quando transportavam mais mil pneus em um ônibus, sendo que a muamba também tinha entrado por Mato Grosso do Sul. De acordo com o delegado Amaro Vieira Ferreira, titular da Delegacia da PF em Lajes, as três mega-apreensões de pneus colocaram em alerta os agentes federais que agora suspeitam de uma rede de contrabandistas de pneus que estão usando os Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul para entrar com o produto no Brasil.

Ele informou ainda ao MidiamaxNews que, no caso das apreensões realizadas em São Paulo, todos os presos são de Jales e um deles já havia sido preso pela Policia Federal na apreensão de pneus ocorrida no ano de 2003. De acordo com o que foi apurado, os pneus – de origem nacional e venezuelana – eram trazidos ilegalmente do Paraguai, armazenados e comercializados em uma loja situada em Santo André que os revendia para todo o Estado de São Paulo.

A Operação Ouro Negro foi iniciada em Jales depois de uma denúncia anônima. A partir daí foi iniciada uma investigação concentrada na repressão ao crime de descaminho envolvendo pneus. De início foi apurado que os pneus, muitos deles fabricados aqui mesmo no Brasil, são adquiridos no mercado paraguaio e introduzidos clandestinamente no país sem o devido recolhimento dos impostos.

O desenvolvimento das investigações levou a equipe de Jales até a cidade de Santo André, onde, contando com o apoio de policiais da Superintendência de Polícia Federal em São Paulo, foi requerido e expedido um mandado de busca e apreensão pela Justiça Federal, que resultou na apreensão dos pneus e na prisão em flagrante do sócio-gerente da empresa que realizava a comercialização.

Os trabalhos da operação vêm sendo desenvolvidos pelos policiais federais em Jales desde o ano passado, quando foram apreendidos aproximadamente 1.100 pneus que estavam, da mesma forma, entrando ilegalmente no país em um ônibus de turismo. Naquela ocasião foram efetuadas várias prisões. Desde então os envolvidos deixaram de atuar em Jales, que havia se tornado rota da importação ilegal de pneus, deslocando sua atuação para outras regiões do Estado.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade