Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 23 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

MS e MT oficializam a mesma data de proibição da pesca

7 Jul 2004 - 12h57
 

Foi oficializado ontem em Brasília (DF) o mesmo período de proibição da pesca nos rios de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso com a assinatura da portaria conjunta entre as secretarias estaduais de Meio Ambiente dos dois Estados e Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Florestais Renováveis) para garantir a reprodução natural dos peixes durante a piracema. O secretário especial do Meio Ambiente de Mato Grosso, Moacir Pires, assinou ontem a portaria, sendo que secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mário Portocarrero já tinha assinado.

A portaria definiu a criação de um GTT (Grupo Técnico de Trabalho) para monitorar, discutir, avaliar e propor medidas de ordenamento referentes à piracema, na bacia do rio Paraguai. O grupo de trabalho será designado por ato administrativo do Ibama e deverá conter representantes do instituto em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, das secretarias estaduais de Meio Ambiente e das universidades federais dos dois Estados, da Embrapa Pantanal e do Cepta (Centro de Pesquisa e Treinamento em Aqüicultura).

Pela portaria conjunta ficou estabelecido o período de 3 de novembro de 2004 a 28 de fevereiro de 2005 como proibitivo à pesca nos rios estaduais e federais para proteção da reprodução natural dos peixes (piracema). Além disso, a pesca fica proibida para todas as modalidades até 31 de março nas reservas de recursos pesqueiros. No Estado, o governo aproveitou para alterar o dispositivo do Decreto nº 10.634 de 24 de janeiro de 2002, que suspende a emissão de autorização para a pesca comercial e dispõe sobre o limite de captura e transporte de pescado proveniente da pesca amadora.

Já que durante o período de defeso será permitida apenas a pesca de subsistência praticada artesanalmente por populações ribeirinhas e/ou tradicionais, que poderão retirar dos rios até três quilos de pescado ou um exemplar de qualquer peso respeitando o tamanho mínimo de captura. Para o período de pesca deste ano, até o início de novembro, será mantida a cota para pescadores amadores, que é de 10 quilos mais um exemplar, enquanto para 2005 a quantidade será reduzida para cinco quilos e mais um exemplar.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOENÇA INFECCIOSA
Presos que estavam sendo 'comidos vivos' por doença são internados
HABITAÇÃO
Prefeita troca carnaval por doação de 52 moradias populares e ajuda a famílias carentes
ACIDENTE FATAL
Carreta sem freios atravessa pista, bate em dois carros matando 3 pessoas
TRAGICO ACIDENTE
Carro roda na pista e mata Pai e filha em trágico acidente
PEDOFILIA
Polícia prende pedófilo após pai se passar pela criança em conversa no WhatsApp
BURROCRACIA
Mulher sem mãos tem benefício negado por não poder assinar papel
MANÍACO DE MARITUBA
Adolescente faz sua segunda vítima atraída por promessas de emprego
100 TRANSPARÊNCIA
Brasil repete nota e piora em ranking de corrupção em 2019
ABSURDO - BRASIL
Homem morre em motel durante relação sexual com a filha
VAMOS AJUDAR - COMPARTILHE
Família oferece recompensa de R$ 5 mil a quem encontrar idoso desaparecido