Menu
SADER_FULL
terça, 19 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

MS é 18º no ranking de investimentos em Cultura no País

21 Out 2010 - 13h31Por Campo Grande News

Mato Grosso do Sul é o 18º estado no ranking brasileiro de investimentos em Cultura, conforme levantamento feito pela ONG (Organização Não Governamental) PCult.

No primeiro semestre deste ano, o governo estadual investiu apenas 0,16% de seu orçamento no setor. Em 2009, o percentual chegou a 0,32%, mas a posição no ranking era a mesma, 18º.

No ano passado, o investimento do governo na área cultural foi de R$ 10,8 milhões, o que levou o Estado à 20ª colocação neste quesito, aponta o estudo da ONG.

O valor Per Capita em Mato Grosso do Sul no ano passado foi de R$ 4. No ano anterior, o índice foi de R$ 3 e em 2007 de R$ 4.

Na região Centro-Oeste o Distrito Federal é o primeiro colocado. Goiás e Mato Grosso aparecem equilibrados e Mato Grosso do sul teve a pior colocação em todos os anos.

O levantamento feito em todos os estados brasileiros e no DF também aponta algumas surpresas.

Uma delas é que a Bahia superou o Rio de Janeiro nos valores destinados ao setor: em 2009, o estado baiano investiu R$ 185,9 milhões, ante R$ 128 milhões do Rio de Janeiro.

São Paulo continua à frente, com R$ 690 milhões investidos, mas a tese do "eixo Rio-São Paulo" hoje se mostra frágil perante a realidade apontada pelos números.

O Amazonas, conforme o estudo, é o estado que mantém o maior equilíbrio entre o volume de recursos destinados ao setor e a proporção de sua despesa anual.

Os estados da região Norte lideram o ranking de investimento per capita na Cultura, além do ranking de crescimento anual e proporcional de investimento.

O Estado que menos investe no setor é o Amapá. Na região Sul, o Estado que lidera o ranking é o Paraná, que perde somente em 2007 para Santa Catarina.

Estados muito ricos da federação, como Mato Grosso, Goiás e Rio Grande do Sul, ocupam posições muito modestas no ranking.

Outra curiosidade é o percentual que cada Estado investe de seu orçamento na Cultura. O gigante São Paulo, por exemplo, chega a ocupar um modesto 9º lugar em 2010, enquanto o Rio de Janeiro aparece em 15º.

"É notório que os Estados que dispõem de um volume orçamentário maior, proporcionalmente, investem menos no setor cultural do que os que dispõem de volume orçamentário maior", aponta o relatório da ONG.

Em 2009, o crescimento per capita em cultura foi maior no Distrito Federal, Acre, Amazônia e São Paulo. Alagoas, Amapá, Rio Grande do Norte e Tocantins tiveram crescimento zero.

O levantamento foi feito pelo Partido da Cultura, "fórum informal, suprapartidário permanente, que trabalha para que a Cultura, tanto quanto educação e saúde, seja tema central dos debates políticos", segundo informa o relatório.

Para o PCult, o resultado da pesquisa pode dar um indicativo de qual é o grau de relevância do setor cultural para os poderes públicos estaduais a partir de sua dotação orçamentária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário