Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

MS busca diversificar relações comerciais com a Alemanha

16 Ago 2004 - 13h29
Além de um tradicional destino para as exportações de Mato Grosso do Sul, o governo do Estado quer ter na Alemanha também um parceiro estratégico na área da ciência e da tecnologia. Atrair investimentos e turistas alemães para as belezas naturais do Estado também é uma prioridade para o governo.

Essas expectativas foram apresentadas pelo vice-governador Egon Krakhecke, que recebeu, na manhã desta segunda-feira, o cônsul-geral da Alemanha em São Paulo, Hubertus Von Morr.

"Temos boas perspectivas de intercâmbio na produção de tecnologias ambientais, como o biodiesel e o tratamento de efluentes, e também de monitoramento do clima e o nosso Estado pretende aproveitar o máximo do potencial que essa cooperação apresenta”, disse o vice-governador.

Acompanhado pela assessora especial de ciência e tecnologia da Seplanct, Sônia Maria Jin, Egon falou sobre projetos em curso no Estado como o centro de monitoramento do clima, o centro tecnológico do couro e do programa estadual do biodiesel.


Turismo - A Alemanha é hoje o principal sócio do Mato Grosso do Sul na Europa. No ano passado, o volume do comércio exterior entre o Estado e o país atingiu US$ 78,7 milhões com um grande superávit para Mato Grosso do Sul (US$ 73 milhões exportados e US$ 5,7 milhões importados).

De janeiro a julho deste ano, o MS já exportou US$ 52,3 milhões e importou dos alemães pouco mais de meio milhão de dólares. Basicamente, os sul-mato-grossenses abastecem o mercado alemão com soja e derivados, minério de ferro e açúcar, ao passo que as importações abrangem maquinário industrial.

De acordo com Von Morr, o desafio agora é diversificar esta pauta comercial. O diplomata aponta o turismo ecológico como um dos mais fortes apelos do Mato Grosso do Sul no exterior. “O Pantanal é mundialmente conhecido e pode atrair investimentos e turistas do meu país”, disse ele.


Missão - A visita de trabalho do cônsul Hubertus Von Morr a Mato Grosso do Sul alterna tons políticos e econômicos. Após a reunião com o vice-governador, o cônsul visitou a Assembléia Legislativa e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. O diplomata alemão deve almoçar com lideranças ruralistas da Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul).

No período da tarde, sua agenda prevê a visita ao arcebispo de Campo Grande, Dom Vitório Pavanello, e em seguida tem audiência na Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul).

“Esta é a minha primeira visita a um estado brasileiro desde que assumi o posto em São Paulo há um ano e acredito que temos condições muito favoráveis para ampliar nosso intercâmbio em ciência e tecnologia e no turismo ecológico”, disse o diplomata alemão.

Segundo Von Morr, o próximo passo para estreitar o relacionamento entre MS e Alemanha é a articulação de uma missão de empresários e cientistas alemães ao Estado.

Von Morr veio acompanhado do encarregado para assuntos econômicos do Consulado-Geral de SP, Hans Bonesch.
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

BBB 18 - Vencedora
Veja a casa de Gleici, do'BBB 18': Sister teve o pai assassinado pelo tráfico e passou fome
Concurso Público
Polícia Federal publica autorização para promover concurso público com 500 vagas
BBB 18
'BBB 18': Gleici fala sobre planos para mudar a vida após vencer o programa
Novela Global
Fim de 'Outro lado': Clara declara amor a Gael
Fatalidade
Trabalhador morre eletrocutado em propriedade rural
Tragedia
190km/h: Motorista e passageiro morrem em grave acidente
Tapetão
MP entra no caso e Palmeiras se 'arma' para anular a final do Paulistão
Macabro
Até ser descoberto, homem pedia marmita para o pai morto
VICENTINA - PAIXÃO DE CRISTO
Assista a 'Paixão de Cristo' realizada pela Paróquia Nossa Senhora dos Apóstolos em Vicentina
BBB 18 - Final
Campeã do 'BBB18', Gleici quer manter romance com Wagner: 'Lutei pra conquistar'