Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 10 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
MATO GROSSO DO SUL II

MS 33 anos: Obras emblemáticas transformam cenário de MS

8 Out 2010 - 08h10Por MS Cidades

As cinco maiores cidades de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Ponta Porã, Dourados, Três Lagoas e Corumbá estão sendo presenteadas pelo governo do Estado com obras de impacto, consideradas emblemáticas. São investimentos que garantem aos municípios uma nova paisagem com mais qualidade de vida à população, desenvolvimento com segurança e ainda moradia digna para centenas de famílias. As obras integram o pacote das Ações para o Desenvolvimento de Mato Grosso do Sul “MS Forte”, lançadas no ano passado pelo governador André Puccinelli.

Aquário do Pantanal

         O governo do Estado vai implantar o Aquário do Pantanal, um importante espaço público que incrementa o turismo, gera emprego e renda e garante mais qualidade de vida à população. O projeto arquitetônico, do renomado arquiteto Ruy Ohtake, prevê a construção de mais de 10 mil metros quadrados de área no Parque das Nações Indígenas, em campo Grande.

         De acordo com o projeto arquitetônico, o Aquário do Pantanal vai abrigar mais de 350 espécies de animais, entre répteis, peixes, crustáceos e moluscos, apresentando toda a rica biodiversidade dos rios do Estado e mais uma grande variedade de animais e plantas típicas. O espaço contará com 20 tanques, sendo 16 com espécies do Pantanal e quatro com as espécies da biodiversidade do Brasil.

                  Parque dos Ervais

            O governo do Estado iniciou em Ponta Porã a construção do Parque Estadual dos Ervais, em uma área central de sete hectares. A obra vai elevar significativamente a qualidade de vida da população e conta com investimento inicial de R$ 11,2 milhões. De acordo com o projeto, o Parque será formado por um grande complexo de esporte, lazer e cultura. A previsão é de que sejam construídos no local, museu da Erva Mate, teatro de arena, lagos, praças e quadras poliesportivas. A área está localizada na esquina da Avenida Brasil com a Rua Comandante Cardoso.

          “Este parque vai trazer maior qualidade de vida. Ponta Porã não tem um espaço físico para práticas de esportes com segurança. Neste local a família vai poder compartilhar momentos de lazer e recreação”, declara a moradora, Eliane Aparecida dos Santos.

          Residencial Guatós

        
O Governo do Estado está construindo em Corumbá o maior conjunto habitacional de Mato Grosso de Sul, que contará com 1.200 moradias. As obras estão sendo construídas com 100% de recursos próprios e representam investimento de R$ 22,8 milhões. O projeto está sendo executado numa área de 62 hectares localizado no bairro Maria Leite e vai beneficiar diretamente mais de 5.000 pessoas.

 

         A área havia sido cedida ao município, mas como não foi executado nenhum projeto, o governador André Puccinelli retomou o imóvel para construir o projeto de habitação. Corumbá era o único dos 78 municípios que ainda não tinha sido contemplado com moradias do programa habitacional, já que administração municipal não disponibilizou área para construção de casas, premissa da parceria com os governos estadual e federal para garantir o benefício às famílias de baixa renda.

         "Vai ser maravilhoso se for beneficiada com uma destas unidades. Meu sonho é ter uma casa própria", ressalta Lenir Neves Pereira de Oliveira de 60 anos. A moradora vive atualmente num barraco improvisado com cinco filhos com idade entre cinco e 37 anos.

            Contorno Ferroviário

         Em Três Lagoas, o governo presenteia com uma das obras mais importantes para a cidade que é a construção do contorno ferroviário. Com a obra, será possível a retirada dos trilhos da região central, gerando mais segurança para motoristas e pedestres. O leito dos trilhos poderá ser urbanizado, transformando em área de convívio para toda a população. 

         É uma obra emblemática, por meio de parceria entre governo federal, Ministério dos Transportes e Dnit, sendo de suma importância para o desenvolvimento urbano e para a economia do município. Os investimentos somam R$ 33 milhões num contorno que terá 12,400 quilômetros e ligação com o trecho Bauru/Campo Grande, viabilizando assim o escoamento da produção do Estado rumo ao porto de Santos.

            Perimetral Norte     

         O governo do Estado está construindo a Perimetral Norte, uma rodovia de 25 quilômetros que desvia o trânsito de caminhões e outros veículos pesados do centro de Dourados.  A obra foi iniciada em abril deste ano e liga a BR-463, no chamado Trevo da Pedreira, à BR-163, no trevo de Fátima do Sul, contornando a cidade pelo lado norte. São investimentos de quase R$ 30 milhões.

         Além de retirar o trânsito pesado do centro da cidade, o anel rodoviário vai facilitar o acesso para os universitários que moram em cidades próximas. A obra é só uma parte dos investimentos que o Governo está fazendo para melhorar o sistema viário douradense. O primeiro projeto foi o de duplicação da MS-156, trecho entre Itaporã e Dourados, obra de R$ 13 milhões. Já está no planejamento a duplicação da Avenida Guaicurus, via de acesso ao aeroporto e à Universidade Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado
SE DEU MAL
Assaltante é morto após fazer idosa de 83 anos refém no Rio de Janeiro
ROUBO MILIONÁRIO
Homens invadem banco, trocam tiros com polícia e fogem com R$ 1 milhão